Se Um Viajante Numa Noite de Inverno

Se Um Viajante Numa Noite de Inverno é um daqueles romances geniais. Logo de cara, pelo capítulo de abertura, percebemos que ele será diferente.

Italo Calvino é genial, sempre achei isso.

Nesse livro, temos uma verdadeira inception. É como o filme, “A Origem”, só que ao invés de entrarmos nos níveis do sonho, entramos nos níveis da leitura.

Se é que é possível, o livro diferentemente de quase todos os outros é narrado em 2ª pessoa: nem em 1ª nem em 3ª, mas Italo dialoga o tempo todo com você, Leitor.

A premissa do livro parece até banal: um Leitor vai começar o novo romance de Italo Calvino, Se Um Viajante Numa Noite de Inverno, e quase chega lá pela página 30, percebe que houve um erro na montagem do livros e as páginas se repetem infinitamente até o fim.

E é nessa busca que ler o romance por inteiro, que o Leitor acaba começando outros nove romances sem finais, intercalados com o diálogo de Italo Calvino com nós, leitores.

É simplesmente genial!

Mas é preciso ficar atento para os detalhes e as dicas espalhadas entre um novo início de romance e outro para saber onde Italo realmente quer chegar…

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s