Torres de San Gimignano

Que San Gimignano é a cidade das 100 torres, isso já falei para vocês nesse post aqui. Mesmo nunca tendo chegado a ter 100 torres, a cidade ainda possui belos exemplos da época medieval, das 72 torres, já  no século XVI restavam apenas 25. Atualmente, restam apenas 14.

Dizem que quanto mais alta a torre, mais rica era a família, tanto que em 1255, foi feito um decreto que proibia a construção de torres mais altas que a Rognosa (a mais antiga e com 52 metros), mas duas famílias importantes construíram torres somente um pouco menores para mostrar seu poder.

O decreto não funcionou muito bem porque a Torre Grossa é a mais alta com 54 metros.

Neste post, vou falar de algumas das poucas torres que sobraram.

Torre Grossa

A Torre Grossa ou Torre del Podestà – porque fica ao lado do prédio de mesmo nome – é a mais alta das torres que sobreviveram em San Gimignano. A sua construção começou no século XIV e demorou 11 anos para ser construída. É a única que pode ser visitada, com o mesmo ingresso que dá acesso ao Museu Cívico (€9,00).

Torre Rognosa

A Torre Rognosa, também conhecida como a Torre do Relógio, é uma das mais altas e bem conservadas da cidade, além de ser a mais antiga, construída provavelmente no início do século XIII. Por conta dela foi feito o decreto, ignorado por duas famílias que chegaram a construir torres mais altas, mas elas foram “decapitadas” para ficarem mais baixas.

Torres dos Salvucci

Os Salvucci foram uma das famílias que resolveu ignorar o decreto e construir torres mais altas que a Rognosa. As torres gêmeas foram construída de maneira imponente, para mostrar a supremacia da família na cidade. Elas superavam em 51 metros a altura da Rognosa, mas tiveram que ser diminuídas. Uma característica interessante é que elas têm pouquíssimas janelas.

Torres dos Ardinghelli

A outra família que desafiou o decreto foi a dos Ardinghelli (gibelinos), que também construiu duas torres, e que ainda por cima era arque inimiga da família Salvucci (guelfos). Eles resolveram construir essas torres em frente as dos Salvucci para mostrar que também tinham muito dinheiro – e as torres superavam em quase um metro as da família inimiga. As torres não são gêmeas: a da direita é mais estreita e medieval; a da esquerda é mais ampla e com janelas grandes.

Torre do Diabo

Essa torre fica na Piazza della Cisterna, bastante famosa na cidade, e o nome teria vindo de uma lenda, que a parte de cima (mais estreita) teria sido feita pelo diabo, já que o proprietário a encontrou feita depois de voltar de uma viagem. A característica da torre é ter um portal de dupla altura, que pode indicar uma antiga passagem para pedestres.


Vontade de voltar para San Gimignano agora que consigo identificar essas torres todas :)

Fotos: Torres de San Gimignano (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s