Circo Massimo

Então que era meu último dia em Roma e resolvi passar para conhecer o tal Circo Massimo, já que não tinha tido tempo no dia anterior, quando visitei o Coliseu. Caminho um pouco (ou alguns poucos, rs) e me deparo com isso:

Circo Massimo, quedê você?

Na verdade, o primeiro pensamento que passou pela minha cabeça foi, “o Circo Massimo é essa b*sta?”

Sei lá que diabos de evento estava rolando, mas provavelmente era alguma homenagem aos policiais, marinhas e tudo mais. Não consegui identificar o que estava acontecendo, e me senti bem frustrada.

Não que tenha sobrado muito do Circo Massimo. Sem esse monte de tenda e gente, ele costuma ser assim:

Circo Massimo sem gente, rs

Não sei na cabeça de vocês, mas na minha passou a pergunta: o que foi o Circo Massimo?

Circo Massimo era um antigo circo romano, lembrando que a palavra circo era para determinar o local onde ocorriam as corridas de cavalo. Dizem que também o local onde teria acontecido o rapto das Sabinas (famosa estátua em Florença).

O ambiente tem 600 metros de comprimento e 140 de largura, o que faz dele a maior estrutura para espetáculos construída pelo homem.

As primeiras instalações começaram provavelmente no século VI a.C., e foi restaurado depois de um incêndio e terminado provavelmente por Augusto, que para decorar o local, colocou um obelisco da época de Ramsés II, trazido do Egito.

Na época de Tibério e Nero, provavelmente aconteceram outras restaurações, como a construção de um arco feito por Tito. Passando por outro incêndio, a reconstrução foi completada por Trajano em 103.

Como a estrutura era provavelmente

O Circo podia abrigar cerca de 250 mil espectadores nas bancadas.

No começo do século XX, a área era em grande parte agrícola e ocupada com várias instalações mais modernas. O espaço foi desocupado entre as décadas de 1910 e 1930.

As gravações de Ben Hur deveriam ter sido aqui, mas não houve autorização e elas foram feitas no Circo Massenzio na Appia Antica.

Atualmente, o Circo Massimo recebe grandes eventos de massa, como apresentações, espetáculos, jubileus e manifestações.

É interessante notar que algumas escavações recentes trouxeram à tona algumas partes importantes do antigo Circo Massimo, então ele não é apenas um descampado, tanto que tem horário de funcionamento e paga-se ingresso.

A área fica aberta de terça à sexta para grupos com reservas feitas por telefone (060608), das 9:00 às 19:00. Aos sábados e domingos, é aberto ao público em geral, das 10:00 às 16:00. Os ingressos custam €5,00.

Será que vale uma segunda visita?

Fotos: Circo Massimo (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s