Grutas de Catullo

As Grutas de Catullo são uma vila romana edificada entre o final do século I a.C. e o começo do século I d.C. na cidade de Sirmione, província de Brescia, à beira do Lago de Garda, no norte da Itália.

É considerado o testemunho mais importante do período romano no território de Sirmione e é exemplo mais imponente de vila romana na Itália setentrional.

A denominação de grotte di Catullo vem do século XIV, quando foi redescobertos alguns poemas de Catullo, no qual o poeta descreve seu retorno a sua amada Sirmione e sugere uma ligação com os restos romanos. Mas depois de alguns estudos, foi possível saber que a vila seria construída somente após a sua morte.

Apesar de ninguém ter encontrado nenhum elemento que assegure a localização da casa de Catullo nessa região, o nome permaneceu e é o utilizado para identificar o sítio arqueológico.

A vila utilizou algumas estruturas do século I a.C., mas foi edificada no início do século I d.C., já estando abandonada no século III d.C., quando sua decoração foi reutilizada em outra vila romana de Sirmione, a que fica na Via Antiche Mura.

Durante os séculos seguintes,, as estruturas da vila foram incluídas nas fortificações que circundavam a península de Sirmione e dentro dos restos do prédio romano foram feitas algumas sepulturas.

Muitos estudiosos visitaram as ruínas, mas os primeiros estudos concretos foram realizados somente no século XIX, por um general do exército de Bonaparte.

Ainda assim, até hoje, o complexo arqueológico tem apenas uma parte de sua área descoberta, já que sua área total seja provavelmente de dois hectares, com uma planta retangular. A parte nobre é a mais danificada porque era a mais exposta da vila e depois do seu abandono, foi durante séculos um buraco de materiais.

No final do século XX, dentro do parque onde ficam os restos da vila, foi inaugurado o Museu Arqueológico. Ali, são expostos diversos objetos encontrados nas escavações tanto das grotte di Catullo quando de outras vilas romanas encontradas no lago de Garda.

Na entrada do museu, explicam-se o nascimento a morfologia do lago e o museu é dividido em três seções: a pré-história, a idade romana e a idade medieval.

O horário de funcionamento do museu e das grutas é de terça a sábado, das 8:30 às 17:00 no inverno, e das 8:30 às 19:30 no verão. Aos domingos e feriados, ele funciona das 8:30 às 14:00 no inverno, e das 9:30 às 18:30 no verão. Ele é fechado às segundas. O ingresso custa €6,00.

Para chegar até as grutas, basta partir do centro histórico de Sirmione e seguir as placas de indicação para uma caminhada de 1 km.

Foto: Grutas de Catullo (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s