Villa Pisani

Villa Pisani fica em Stra na província de Veneza, no Vêneto. Essa vila também é conhecida como La Nazionale e é um dos exemplos mais célebres de vila vêneta  da Riviera de Brenta.

Atualmente, é sede do museu nacional, que conserva obras de arte dos séculos XVII e XVIII, em seus 168 quartos em uma superfície de 15.000 metros quadrados.

Desde o século XV, as famílias mais nobres de Veneza escolhiam as margens do rio Brenta para construir suas vilas. Inicialmente, as vilas tinham um papel agrícola, e depois foram redesenhadas para virarem grandes vilas, como conhecemos atualmente.

Os Pisani foram responsáveis pela construção dela. Eram uma antiga família veneziana, enriquecidos principalmente no século XIII, graças ao comércio e negócios imobiliários. No século XIV, tornaram-se donos de um amplo feudo.

O século XVII foi o último de glória da família. Depois disso, começou a decadência junto com a queda da República em 1797, além do vício em jogo que a família tinha, o que fez com que eles criassem muitas dívidas.

Dessa forma, sentiram-se forçados a vender a vila a Napoleão Bonaporte, que era o rei da Itália em 1805. Bonaporte depois doou a vila ao filho Eugenio, vice rei da Itália. Eugenio então começou vários trabalhos para modernizar a vila.

Com a queda de Napoleão, a vila passou pelas mãos de muitos reis e até mesmo czares.

Quando Veneza passou a fazer parte do Reino da Itália, a vila não passou para as mãos dos Savoia, mas se tornou uma propriedade do Estado. Não sendo mais habitada, virou um museu ainda no século XIX e foi meta turística de pessoas como Hitler, D’Annunzio, Mussolini e Pasolini, este último gravou nas salas da vila uma parte de um de seus filhos (Porcile).

Inicialmente com 114 quartos, em homenagem ao 114º duque de Veneza, Alvise Pisani, atualmente são 168. Além dos quartos, a vila conta com um belíssimo espaço externo.

O parque tem 14 hectáres, com bastante inspiração nos jardins franceses do século XVII, pois quem construiu foi um francês. O projeto foi revisto durante os séculos XVIII e XIX, mas ainda permanece um grande exemplo de jardinagem do século XVII.

Ainda na vila, é possível entrar em um labirinto. No centro dele, fica uma pequena torre, com uma estátua da Minerva. Nele, aconteciam jogos entre damas e cavalheiros: a dama ficava na torre, enquanto o cavalheiro devia chegar até ela. A identidade da dama era sempre uma surpresa.

Villa Pisani fica aberta de terça a domingo, das 9:00 às 17:00. É fechada às segundas, exceto se for feriado. Também fechada dia 1º de janeiro e 25 de dezembro. O acesso as salas da vila é limitado a 1.800 pessoas por dia por motivos de segurança.

O labirinto fica fechado de novembro a março e funciona em horários diferentes (verificar no site oficial).

O ingresso para a villa + parque custa €10,00. Para visitar somente o parque, o ingresso custa €7,50. Cidadãos europeus menores de 18 anos não pagam. O ingresso é gratuito todo primeiro domingo do mês.

Museu Nacional de Villa Pisani fica na Via Doge Pisani, 7 em Stra.

Foto: Villa Pisani (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s