Francesco Gabbani

Francesco Gabbani provavelmente só chamou atenção da Itália inteira no começo desse ano, quando ganhou o Festival de Sanremo de 2017 com a música Occidentali’s Karma.

Gabbani nasceu em Carrara, na Toscana, em 9 de setembro de 1982, além de cantor e compositor, também sabe tocar vários instrumentos. Em 2016, ganhou na categoria Novas Propostas do Festival de Sanremo com a música Amen.

Mesmo tendo já dois álbuns de estúdio (sendo um deles lançado antes de Sanremo 2016) e 11 singles, suas vendas são ainda singelas, com pouco mais de 150 mil cópias vendidas.

O reconhecimento absoluto veio somente este ano mesmo, quando conseguiu vencer na categoria principal, um ano depois de ter vencido na categoria menor. Foi o primeiro cantor italiano a conseguir esse feito.

Além de ganhar o festival, representará a Itália no mês de maio no Eurovision Song Contest – e tem grandes chances de ganhar, já que é considerado favorito por muitos, e os fãs que acompanham essa competição demonstram ter a música de Gabbani entre as preferidas.

A família de Gabbani era dona de uma loja de instrumentos musicais, o que provavelmente contribuiu para o seu interesse pela música já desde muito cedo. Ele começou tocando bateria, mas logo depois aprendeu a tocar a guitarra. Além desses dois, toca piano e baixo, e já trabalhou como técnico de palco.

Seu primeiro contrato veio aos 18 anos, com um projeto chamado Trikobalto, que chegou a tocar nas principais rádios e eles também se apresentaram em alguns festivais italianos, chegando a abrir show para o Oasis.

Em 2010, Gabbani deixou a banda e assinou um novo contrato para seu primeiro trabalho solo. No ano seguinte, saiu seu primeiro single, Estate, e o clipe de Maledetto Amore, trilha sonora do filme L’amore Fa Male de Mirca Viola.

Seu primeiro álbum saiu em 2013, intitulado Greitist Iz, com dois singles lançados. Dois anos mais tarde, assinou contrato exclusivo com a BMG, e passa a ser compositor. No ano seguinte, venceu o Sanremo na categoria Novas Propostas.

Uma curiosidade é que Gabbani tinha sido eliminado de Sanremo 2016, depois de perder a batalha contra a cantora Miele, mas foi verificado um erro técnico na votação (medo dessa organização de Sanremo), então ele voltou à competição.

Com o sucesso, saiu em turnê, o single vendeu mais de 50.000 cópias, para divulgar seu segundo álbum de estúdio, Eternamente Ora. Durante o ano de 2016, colaborou com vários outros artistas, seja compondo músicas, seja duetando.

No final do ano, em 12 de dezembro, Carlo Conti anunciou sua participação no Sanremo de 2017, já na categoria principal, com a canção Occidentali’s Karma, escrita por ele, Filippo Gabbani, Fabio Ilacqua e Luca Chiaravalli.

O single atingiu grande sucesso comercial na Itália, ficando em 1º lugar durante três semanas consecutivas, e na Europa, entrando nas classificações de outros 14 países. Uma semana antes do lançamento oficial, já tinha vendido 25 mil cópias.

Com mais de quatro milhões de visualizações em 24 horas do clipe oficial, Gabbani se conquistou o record de maior número de visualizações para um artista italiano. Occidentali’s Karma tem atualmente mais de 90 milhões de visualizações no YouTube.

Seu terceiro álbum de estúdio tem lançamento previsto para dia 28 de abril, sexta-feira que vem, e se chama Magellano.


Gosto muito das letras irônicas e críticas de Gabbani. Para mim, ele tem tudo para ser um dos grandes novos talentos italianos. Espero que ele continue surpreendendo positivamente e não perca sua essência!

E torcendo por ele no Eurovision!

Foto: Francesco Gabbani (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s