Fontana di Trevi

A Fontana de Trevi por Una lucciola...

Sem dúvida, um dos mais belos cartões postais de Roma.

Fontana de Trevi tem sua história ligada a um antigo aqueduto romano, conhecido como o aqueduto da Virgem, construído por volta do século 19 a.C. por Agrippa, o genro e general preferido do Imperador Otaviano Augusto.

O aqueduto tinha 21 km, sendo 19 deles subterrâneos. Ele servia para levar água até às termas públicas do Campo Marzio. Na época, foi construída uma grande fonte onde o aqueduto terminava. Essa fonte ficaria onde hoje se encontra a igreja de São Inácio.

O nome teria surgido de uma jovem virgem, Trivia, que guiou alguns soldados romanos até uma fonte de água para se refrescarem.

As duas estátuas laterais originais na Fontana de Trevi representavam Trivia e Agrippa.

Parte do aqueduto foi danificado durante as invasões dos Ostrogodos em 537. Depois das invasões bárbaras, uma parte do aqueduto foi abandonada e alguns restauros foram feitos somente durante a época medieval.

No início do Renascimento, os Papas começaram a decorar as terminações dos aquedutos, que foram restaurados em maestosas e ricas fontanas.

O Papa Urbano VIII quis construir uma nova fontana para que fosse possível admirá-la do prédio papal no Quirinale. Um projeto foi desenhado por Bernini, mas nunca foi terminado por falta de dinheiro.

Em 1730, o Papa Clemente XII promoveu um concurso para o novo projeto da fontana. Todos os projetos foram expostos nas salas do prédio papal e contra todas as apostas, quem venceu o concurso foi Nicola Salvi.

O projeto dele era o menos custoso, por isso, a vitória.

Cinco anos depois do concurso, a fontana ainda não estava terminada, mas o Papa já estava velho queria inaugurar a fonte de qualquer jeito naquele ano, como diz a escrita em cima do monumento.

O Papa Clemente XII morreu em 1740 e o novo Papa Benedito XIV continuou o trabalho e três anos depois, a primeira gota de água saiu da fontana. Nicola Salvi morreu em 1751 e Giuseppe Pannini foi nomeado o novo diretor do projeto.

A fontana ficou completamente pronta somente em 22 de maio de 1762, quando Papa Clemente XIII a inaugurou oficialmente.

A Fontana de Trevi tem mais de 26 metros de altura com 40 metro de comprimento e todos os dias, passam por ela 80 mil metros cúbicos de água.

Impossível não mencionar uma das cenas mais famosas do cinema que ficou responsável por imortalizar a Fontana em 1960 em A Doce Vida de Federico Fellini:

E por que as pessoas jogam moedas na fonte?

A tradição veio com um filme de 1954 chamado Tre Soldi Nella Fontana di Trevi que afirma o seguinte:

  • Jogando uma moeda: voltará a Roma;
  • Jogando duas moedas: encontrará o amor com um italiano;
  • Jogando três moedas: casará com a pessoa que conheceu.

Para que funcione, é necessário jogar a moeda com a mão direita por cima do ombro esquerdo.

Todos os anos cerca de um milhão de euros em moedas são retirados da Fontana. Desde 2007, esse dinheiro é utilizado para fins sociais.


Da última vez que eu fui, joguei uma moeda e ainda estou esperando a passagem de volta para Roma, rs!

Foto: Fontana de Trevi por Una lucciola…

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s