Gabbani, o campeão de Sanremo 2017

Francesco Gabbani vence Sanremo 2017

E quem levou o leão no 67º Festival de Sanremo foi Francesco Gabbani com a canção “Occidentali’s Karma”. Gabbani conquistou quase que instantaneamente o público italiano por conta da sua coreografia no palco, que contava ainda com um ‘gorila bailarino’.

Lembrando que no ano passado, Gabbani levou o prêmio na categoria Novas Propostas com Amen.

Em segundo lugar ficou a experiente Fiorella Mannoia, com Che Sia Benedetta, ela era a favorita na véspera da final, e em terceiro lugar, Ermal Meta com Vietato Morire, que acabou ficando com o prêmio da crítica, o Mia Martini.

Já Fiorella ficou com prêmio da Sala Stampa “Lucio Dalla”.

Conforme regulamento, Gabbani ainda representará a Itália no Eurovision Song Contest, que este ano acontecerá em Kiev, Ucrânia, no mês de maio.

Não consegui ouvir os 22 competidores deste ano, mas ouvi a maioria (18), incluindo os três finalistas. Occidentali’s Karma foi a primeira que eu ouvi e gostei muito, logo de cara porque a proposta era muito divertida, e com uma assinatura muito Gabbani.

Se pararmos para pensar, Occidentali’s Karma é praticamente uma continuação musical de Amen. Divertida e crítica.

Quando ouvi a canção da Fiorella foi através do clipe oficial no YouTube e preciso admitir que ao vivo é beeeem diferente. Por conta da sua experiência, esperava mais da Fiorella, mas depois de ouvir a versão ao vivo de Che Sia Benedetta, as coisas mudaram bastante. Que presença de palco tem essa mulher, meldels!

Um segundo lugar inquestionável!

O terceiro lugar do Ermal Meta também é bastante merecido. Ele levou a noite dos covers ao cantar Amara Terra Mia do Domenico Modugno (que já levou Sanremo também com sua famosa Nel Blu Dipinto Di Blu). De todas as outras canções, a do Ermal era a mais diferentona junto com Gabbani.

Porque se eu tivesse que escolher uma palavra para definir esse Sanremo seria: chaatoooo! Propostas muito mais do mesmo, muitas canções começadas com piano, românticas, melosas… ui!

E levantei as mãos para o céu quando vi que o Barnabei ficou lá na 15ª posição porque, ô música ruim! E com essa questão de voto popular era capaz do cara ganhar. Vejam Michele Bravi, que teve quase 11% do voto popular e ficou em 4º lugar com uma música bem fraca.

Ressaltando como o voto popular faz diferença: na Giuria Demoscopica (30%), os três primeiros ficaram com numerações bem próximas. Já na Giuria Esperti (30%), Ermal Meta teve quase a metade dos votos dos jurados. O que desempatou? Voto popular (40%) de novo, novamente.

Tirando os três primeiros, outro que destacaria seria Sergio Sylvestre com a música Con Te. Que voz maravilhosa! É romântica? Sim. É melosa? Também. Mas a diferença é que ele sabe segurar a onda, e isso já o difere de todas as outras românticas/melosas.

De forma geral, achei um Festival bem, beeeem morno. Fiquei muito feliz com a vitória do Gabbani.

Particularmente, gosto quando os cantores levam propostas diferentes para o Sanremo, sem ser o mais do mesmo romântico, piano, sofrido e meloso. Gosto quando as canções são mais alegres ou mais rock ou mais hip hop com crítica social.

Para mim, essa deveria ser a proposta do Festival.

E reforçando: a música do Gabbani é alegre, mas não é boba e nem rasa. Assim como não são as canções da Fiorella e do Ermal.

Espero que no ano que vem o Festival venha com propostas mais interessantes de verdade!

Foto: Francesco Gabbani vence o Sanremo 2017 (Reprodução)

Anúncios

Um comentário sobre “Gabbani, o campeão de Sanremo 2017

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s