Mães vencem na Itália

Mãe e filha

Enquanto o mundo tenta digerir a vitória do Trump nas eleições americanas, as mães italianas têm um bom motivo para comemorar.

Para quem não sabe, na Itália, os filhos não recebiam o sobrenome da mãe, somente o do pai (por isso, a maioria dos italianos tem somente um nome e um sobrenome). Para poder incluir o sobrenome materno, era uma burocracia.

Pois bem, essa semana, as mulheres venceram. A partir de agora, os filhos poderão finalmente levar o nome dos dois genitores, sem burocracias e sem esperas, depois de séculos, nos quais os sobrenomes das mães foram ignorados, perdidos e inexistentes nos registros.

Agora, os pais poderão escolher se querem dar os dois sobrenomes ou não. Mas se os pais não chegarem em um consenso, provavelmente a criança ainda receberá somente o sobrenome paterno.

A lei, que permite o uso dos dois sobrenomes, tinha sido aprovada em 2014, mas foi esquecida por dois anos pelo Senado. Se os pais também não chegarem a um acordo sobre qual sobrenome virá primeiro, é previsto que seja por ordem alfabética.

Um casal ítalo-brasileiro tinha perdido um recurso para que o filho tivesse o sobrenome dos genitores, até por motivos de dupla cidadania, exatamente por conta dessa “regra implícita” de que os filhos nascidos de um casamento recebem somente o sobrenome paterno.

A sentença desse caso, que ficou famoso na Itália, terá que ser revista.


Nunca entendi essa ‘norma’ italiana. Uma bela vitória para as mães italianas!

Foto: Mãe e filha (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s