Os nuraghi

Nuraghe

Quem visitar a Sardenha, certamente irá esbarrar, em algum momento, em uma construção como a da foto, que são conhecidas como nuraghi (ou no singular, nuraghe).

Essas curiosas construções são feitas de pedra em forma de tronco cônico e estão presentes de forma consideravelmente volumosa por toda a ilha da Sardenha. São únicas em seu gênero e representam a civilização nuráguica.

Essa civilização teria surgido por volta do século XVI a.C. na Sardenha e continuou existindo até X a.C., quando sua decadência começou até desaparecer completamente por volta de 500 a.C.

Dessa civilização, ficaram praticamente apenas os nuraghi. São cerca de sete mil construções que ainda permanecem de pé espalhadas por toda ilha, em uma distância de mais ou menos 3 km² entre cada uma, o que caracteriza fortemente a paisagem da ilha.

Acredita-se que no passado, esse número tenha sido ainda maior, mas em relação a sua função, os estudos não indicam nada muito unânime. Algumas estruturas são mais complexas que as outras, como castelos, mas a maioria é apenas uma torre, que tinham provavelmente entre 10 e 20 metros de altura.

Existem algumas hipóteses em relação a sua função que variam entre: uso militar, uso religioso e até mesmo uso astronômico.

Ninguém também sabe ao certo quando eles começaram a ser construídos. Alguns estudos indicam que o período inicial das construções tenha sido em torno de 1.800 a.C., e teriam tido grande evolução entre os anos de 1.500 a 1.100 a.C..

Os maiores danos a essas construções foram causados nos últimos 150 anos, principalmente depois que saiu um edital que permitia o uso deles como material de construção para muros e até mesmo a utilização das pedras para estradas.

Um dos principais roteiros para quem quer ver os nuraghi é uma rota de cerca de 200 km entre Cagliari e Nuoro. A viagem começa em Cagliari, mais precisamente no Museu Arqueológico Nacional, que tem itens importantes da civilização nuráguica.

Outra parada interessante é no anfiteatro romano e na cidade alta, no bairro conhecido como Castello. Dali, a segunda parada é um Barumini, que tem uma vila nuráguica chamada Su Nuraxi, declarada patrimônio da Unesco.

Vista aérea de Su Nuraxi

Vista aérea de Su Nuraxi

O nuraghe central tem cerca de 15 metros de altura, com quatro torres laterais unidas por uma muralha. Dentro da torre central, encontra-se ainda um poço em formato de meia lua com profundidade de 20 metros.

Prosseguindo viagem, chega-se a Isili, que tem vários nuraghi, mas um deles chama atenção especial que é o Is Paras, que tem uma das maiores plantas circulares, com 12 metros e outros 12 metros de altura, com um poço circular no centro.

O roteiro ainda engloba outras cidades como Laconi, Aritzo, Fonni – a cidade mais alta da Sardenha -, Gavoi e, antes de chegar a Nuoro, Sedilo, que é sede da tumba dos gigantes e do reinado nuráguico – além de apresentar grandes necrópoles.

O roteiro se encerra com Nuoro, capital da cultura do povo das montanhas na Sardenha, que tem um Museu da Vida e das Tradições Populares Sardas e outras vários nuraghi espalhados por seu território.

Seguir esse roteiro não é apenas entrar no universo nuráguico, mas também na história dessa ilha incrível que é a Sardenha e acreditem: a história é bem antiga, então o que não faltam são coisas a descobrir e influências de povos muito antigos.

Um belo convite para mergulhar não apenas nas águas cristalinas da Sardenha, mas também em seu passado incrível!

Fotos: Nuraghi da Sardenha (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s