Campanário de São Marcos

Campanário de São Marcos por Una lucciola...

Campanário de São Marcos é um dos maiores símbolos da cidade de Veneza, talvez atrás somente da praça e da basílica que levam o mesmo nome. Curiosamente, ele é conhecido pelos venezianos como “el parón de casa”, o dono da casa.

Com seus quase 99 metros de altura, é um dos maiores da Itália, erguendo-se isoladamente na praça São Marcos em frente à sua basílica, e foi construída, originalmente, com função de torre de avistamento e farol.

As obras começaram no século IX e foram remanejadas três séculos depois, imitando campanários existentes nas cidades de Aquileia e Forlì. Durante o século XIV, foram convocados engenheiros holandeses e franceses para reforçar a estrutura.

Durante o século XVII, foi utilizada por Galilei para demonstração de seu telescópio.

Ao longo dos séculos, sofreu muitas intervenções. Grande parte delas para reparar danos causados por relâmpagos: por conta da altura e de sua estrutura de ferro que o reforçava, ele funcionava como um para-raio natural.

De acordo com os registros histórias, os maiores danos aconteceram nos anos de: 1388, 1489, 1548, 1562, 1565, 1582, 1653, 1745, 1761 e 1762, ou seja, muitos danos!

Mas o pior estava para acontecer no início do século XX, mais precisamente em 1902, quando depois de algumas intervenções na parte externa, feitas de maneiras impensadas, o campanário cedeu completamente:

Campanário: literalmente, só o pó!

Campanário: literalmente, só o pó! (Foto: Reprodução)

De vítimas mesmo, somente um gato, e pensando na magnitude da construção, os danos foram bem poucos. Na época, foi liberada pela prefeitura uma quantia de 500 mil liras para contribuir para a reconstrução do campanário.

A reconstrução ocorreu entre 1903 e 1912, sendo reinaugurado durante a festa de São Marcos, em 25 de abril. Ele foi reconstruído exatamente como era. Aliás, esse era o slogan da campanha da reconstrução:

Dov’era e come’era
Onde estava e como estava

Uma outra expressão veneziana ombra (taça de vinho) deriva do hábito dos habitantes de beber uma boa taça de vinho à sombra do campanário. Andèmo bèver al’ombra, em dialeto veneziano. Vamos beber à sombra. Que virou bever un’ombra (beber uma sombra, no literal).

De cima dele, é possível usufruir de uma vista muito bonita da cidade e observar os seus cinco famosos sinos.

É propriamente do campanário de São Marcos que, durante o famoso carnaval de Veneza, acontece uma das principais atrações que é o volo dell’angelo. Hoje, existem algumas variantes desse estilo, como o volo dell’aquila.

Para quem quiser subir, o campanário abre todos os dias em horários variados ao longo do ano:

De outubro a novembro: das 9:00 às 19:00
De novembro a abril: das 9:30 às 15:45
De abril a junho: das 9:00 às 19:00
De julho a setembro: das 9:00 às 21:00

O fechamento da bilheteria acontece uma ora antes do fechamento. O preço do ingresso é de €8,00. E não se preocupe com a fadiga: tem elevador, rs.

Certamente, como tudo em Veneza, também seu campanário mais famoso tem seus encantos e suas histórias. Vale a pena conhecê-lo!

Fotos: Campanário de São Marcos por Una lucciola…

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s