È Una Vita Che Ti Aspetto

È Una Vita Che Ti Aspetto por Una lucciola...

È Una Vita Che Ti Aspetto (em tradução literal, algo como “faz um vida que te espero”) é o segundo romance de Fabio Volo, lançado em 2003, dois anos depois de Esco a Fare Due Passi, seu romance de estreia que eu também já li e comentei.

A temática dos dois é bem próxima: jovens, em torno dos 30 anos, homens que estão perdidos na vida, com sexo envolvido e drogas também – de quase todos os tipos, em especial a maconha. Talvez a semelhança tenha deixado a leitura bastante arrastada para mim.

Também me questiono o quanto esses livros podem ser (um pouco) biográficos, já que Volo tinha mais ou menos essa idade quando os escreveu.

Neste romance, temos a história de Francesco que recebe uma dura notícia de seu amigo médico: não, ele não tem nenhuma doença incurável. Ele só não está sabendo viver porque só pensa na morte.

Com esse choque, ele resolve dar um jeito em sua vida. Diminui seu horário de trabalho, passando pela viagem do auto conhecimento, começa a fazer atividades que sempre quis fazer, retoma o relacionamento com seus pais, faz amizades com os velhinhos que frequentam à praça em frente ao seu apartamento, para de fumar e se deixa permitir novas sensações.

Aprendendo a ser feliz sozinho e sendo sua melhor companhia, Francesco conhece a felicidade e aprende a ser feliz, a querer viver e, claro, esbarra no grande amor da sua vida.

Talvez essa seja a chave do grande sucesso de Volo na Itália: ele conta história de homens, como homens contariam, mas consegue conquistar também as mulheres ao criar sempre o homem que se redime diante do amor da mulher de sua vida.

O livro tem alguns momentos engraçados, como o primeiro encontro de Francesco com Ilaria (a mulher que vem coroar o momento que ele está vivendo), e também de reflexão enquanto ele passa pela mudança de escolher a vida.

Senti que a leitura arrastada fica um pouco mais leve na metade do livro – talvez, seja o próprio peso da vida (ou da morte?) saindo das costas do personagem.

Esse livro do Fabio Volo não foi traduzido no Brasil, mas ele tem dois títulos lançados aqui em 2011 e 2012, O Tempo Que Eu Queria (Il Tempo Che Vorrei) de 2009 e As Primeiras Luzes Da Manhã (Le Prime Luci Del Mattino) de 2011, que tem sua primeira protagonista mulher.

Diria que é um livro bem “sessão da tarde”, rs.

Foto: È Una Vita Che Ti Aspetto por Una lucciola…

Anúncios

2 comentários sobre “È Una Vita Che Ti Aspetto

  1. Thais disse:

    Ciao bella!
    Li este livro e outros deste autor, pois estava precisando praticar mais meu italiano, e posso dizer que gostei muito. Outro título dele que gostei muito foi “Il giorno in più”, é um romance bem melows mas a leitura é gostosa e dinâmica. òtima dica, gostei muito de ter conhecido este autor.
    Baci!

    Curtir

    • Isabela disse:

      Ciao, bella!

      Também acho a leitura dinâmica. Il Giorno In Più foi o primeiro que eu li em italiano e é o meu preferido do Volo. Me interessei pelo romance que ele tem a protagonista mulher!

      Baci!

      Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s