Galleria Borghese

Galleria Borghese

Dos lugares que eu não conheci em Roma.

Galleria Borghese fica dentro da Villa Borghese. A Villa já pertencia à família Borghese no século XVI. A coleção foi sendo ampliada com as aquisições do cardinal Scipione Borghese, primo do Papa Paulo V, e quem futuramente seria o orientador do Gian Lorenzo Bernini.

A ideia inicial é de que o local fosse o maior jardim de Roma, e as obras da Villa terminaram apenas no século seguinte. O complexo da Villa Borghese foi comprado pelo Estado em 1901 e cedido ao povo de Roma e aberto ao público dois anos depois.

Um ano após a compra da Villa pela Estado, começou a tomar forma a Galleria com a coleção do cardial. Atualmente, ela possui uma coleção muito importante das obras de Bernini, Caravaggio, Antonio Canova, Rafael e Ticiano.

O grande destaque dessa galeria fica por conta no número e na relevância das esculturas de Bernini com oito estátuas, e as telas de Caravaggio, seis no total.

Quem visitar, não pode perder as telas de Caravaggio, em especial a do Pequeno Baco doente e a de Davi com a cabeça de Golias (autorretrato do pintor). Lembrando que a tela de São Jerônimo escrevendo veio para o MASP em 2012.

De Bernini, merece destaque a estátua de O rapto de Proserpina. Uma escultura lindíssima. Acho impressionante como Bernini nos faz acreditar que o mármore pode ser carne/pele. Basta uma olhada na estátua para perceber isso (não vi pessoalmente, mas até em foto dá para notar).

De Canova há apenas uma obra, a estátua de Paolina Borghese como Vênus toda em mármore branco.

Este ano termina um grande projeto da Galleria denominado 10 Grandi Mostre. Como muitas das obras não podem deixar a Galleria, por vários motivos, eles resolveram levar outras obras dos artistas (presentes na galeria) para expor ali dentro.

Em cada ano (começando em 2006) foi representado um ou dois artistas ou um movimento. Quem encerra o ciclo é ninguém menos que Bernini.

A Galleria Borghese funciona de terça a domingo, das 9:00 às 19:00, sendo a última entrada às 17:00. O ingresso custa €11,00 e pode ser agendado online nesse site.

Para chegar, basta pegar a linha A e descer na estação Flaminio ou Spagna e pegar o ônibus dentro da Villa, o 116. As linhas de ônibus 88, 95, 490 e 495 cruzam o parque.


Um imperdível em Roma que eu perdi, rs. Os motivos para voltar à cidade eterna não faltam, apenas acumulam-se! rs

Foto: Galleria Borghese (Reprodução)

Anúncios

Um comentário sobre “Galleria Borghese

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s