Via Francigena

Via Francigena

Esse fim de semana, assisti o filme Livre (Wild), que conta a história de Cheryl Strayed, uma americana que percorreu quase metade da trilha Pacific Crest para superar a morte da mãe, o vício das drogas e o divórcio.

Cheryl leva mais de 90 dias para percorrer a pé aproximadamente 1.800 km.

A Pacific Crest não é uma via de peregrinação, mas o filme me fez lembrar de uma que se passa em grande parte dentro do território italiano: a Via Francigena.

Essa via é uma rota antiga que durante a era medieval conectava Canterbury, na Inglaterra, à Roma, indo até a região que hoje é conhecida como Puglia. Ela é conhecida por vários nomes, sendo um deles Vie Romee ou Camino to Rome.

Da Puglia, muitos peregrinos continuavam até Jerusalém.

Naquela época, existiam três peregrinações consideradas as maiores: a da Terra Santa, a de Santiago de Compostela e a Via Francigena, que leva os peregrinos até a tumba do apóstolo Pedro.

A rota original parte de Canterbury, passando pelo interior da Inglaterra, França e Suíça até chegar na Itália e seguir até Roma por aproximadamente 1.600 km, com duração de aproximadamente 80 dias a pé (fazendo 20 km por dia) – só a parte italiana tem 945 km.

Mapa da Via Francigena

Mapa da Via Francigena

Antigamente, a dificuldade do percurso representava um ato de penitência, que simbolica e materialmente entregava o peregrino nas mãos de Deus, pois o indivíduo estava exposto a qualquer tipo de perigo.

Atualmente, a via não oferece mais perigos e é uma ocasião para se reencontrar com a natureza, as tradições, a história e, claro, a fé, sendo como os caminhos de Santiago de Compostela, um caminho de desapego.

O percurso também pode ser feito de bicicleta, o que diminui o tempo do trajeto quase que pela metade.

Ao longo do percurso, são oferecidos lugares que acolhem os peregrinos chamados de accoglienza pellegrina. Essas acomodações são de baixo custo, mas não a tão baixo custo como acontece em Santiago, portanto, é importante se preparar antes.

O conselho é de avisar os locais qual sua previsão de chegada para não ter que lidar com lugares fechados. Apesar das estruturas terem melhorados, não se comparam com as de Santiago. Os preços variam entre €10,00 a €20,00 por noite. Algumas ainda acolhem recebendo em troca um donativo.

Importante mesmo é não esquecer de fazer a credencial, pois muitas estruturas dão preferência ou só atendem os que a possuem. A credencial funciona como um documento de identidade durante a peregrinação.

Cerca de 2.000 pessoas percorrem a via Francigena ou parte dela (contra os 200.000 de Compostela) por ano. A melhor época para percorrê-la é durante a primavera e o outono, épocas que a maioria dos peregrinos percorre, pois o clima é mais ameno.

Começar no extremo norte durante o verão também pode ser uma boa ideia, já que você terá dias mais longos e um clima mais quente (lembre-se que a via passa pelos Alpes, que ainda assim provavelmente terá neve).

De qualquer forma, a via passa por inúmeras cidades, oferecendo paisagens incríveis! Para quem se animou, basta visitar o site oficial para mais informações.

Fotos: Via Francigena (Reprodução)

Anúncios

5 comentários sobre “Via Francigena

    • Isabela disse:

      Olá, Elisete!
      Você pode fazer somente a parte italiana, que é a maior.
      Em todo caso, provavelmente, você poderá encontrar na internet pessoas que buscam grupos para fazer essa trilha.
      Abraços!

      Curtir

    • Fausto Mendes disse:

      Eu já percorri o Caminho de Santiago e a Via Francigena de bike. Este último em abril/maio de 2015. Na época em que tive a ideia de percorrer a Via Francigena não havia muitas informações a respeito deste trajeto. Juntei o que pude de informação, buscando em sites e alguns livro (em italiano), idioma do qual não tenho domínio. Percebendo a carência de informações, inclusive relatos de viagem em nossa língua, resolvi montar um site (http://viafrancigena.com.br) onde pudesse reunir informações importantes para os peregrinos que pretendem percorrer a Via Francigena. Assim como o Caminho de Santiago, a Via Francigena é fascinante e repleta de história, cultura, religiosidade e gastronomia.

      Bom caminho.

      Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.