Uma pintura escondida na Monalisa?

Monnalisa

Leonardo e seus mistérios…

Na semana passada, um programa da BBC contou sobre um estudo feito por um cientista francês, Pascal Cotte, em uma das pinturas mais famosas do mundo: a Monalisa de Leonardo da Vinci.

De acordo com essa análise, a verdadeira Monalisa, uma modelo florentina, não seria aquela que conhecemos, com seu sorriso enigmático, mas sim uma que está pintada embaixo do famoso quadro.

O estudo foi feito usando uma técnica de luz refletida chamada Layer Amplification Method (LAM) e começou em 2004. Foram mais de 10 anos de pesquisa. O LAM funciona usando uma série de luzes intensas

Ainda assim, o próprio Cotte afirmou que a técnica não é capaz de penetrar mais a fundo na pintura. O que ele consegue fazer agora é ‘descascar’ o quadro como se fosse uma cebola: camada por camada até conseguir reconstruir sua história.

Se a teoria de Pascal estiver correta, toda a história e arte do quadro deverão ser repensadas. Até hoje existe um intenso debate sobre quem seria a Gioconda (como os italianos chamam a Monalisa).

Leonardo teria pintado o quadro entre 1503 e 1517 enquanto estava em Florença. Acredita-se muito que a modelo florentina seja Lisa Gherardini, mulher de um comerciante de seda em Florença.

Cotte defende que a Monalisa, como a conhecemos, é outra mulher. A verdadeira Lisa é a pintura que ele descobriu: uma cabeça maior, um nariz mais grosso e um sorriso que não lembra em nada aquele que por séculos fascina tanta gente.

A teoria do estudioso francês divide os historiadores de arte. Para Martin Kemp, professor da Universidade de Oxford, os extratos da pintura são resultado de estágios diferentes do processo de evolução da pintura.

Ainda há quem diga que o retrato de Lisa Gherardini feitos por Leonardo sejam dois, já que em 1854, Paolo Lomazzo, um artista, declarou que os dois mais belos retratos feitos por Leonardo eram a Mona Lisa e a Gioconda.

Esse segundo quadro da Lisa Gherardini mencionado por Lomazzo seria o “Monalisa de Isleworth”, descoberto antes da Primeira Guerra Mundial na Inglaterra.

O retrato de outra mulher, que seria a verdadeira Lisa Gherardini, foi o principal achado nas análises feitas com o LAM, mas Cotte afirma ter encontrado outras duas imagens diferentes embaixo da pintura “original”: o estudo de uma cabeça e ainda o retrato de uma mulher com um colar de pérolas.

Se os estudos de Cotte estão corretos, isso somente o tempo dirá. O que é certo, além de que a Monalisa continuará a fascinar os adoradores de arte pelo mundo, é que provavelmente nunca descobriremos todos os segredos escondidos por da Vinci.

Foto: Monalisa (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s