Os segredos de Bologna

Via Piella em Bolonha

Quando eu vi essa foto de Bologna (beijos, Alex Britti! rs), achei o máximo e quis pesquisar onde ficava na cidade. Acabei esbarrando em um post que conta alguns “segredos” da cidade, que eu achei demais, detalhes contados por quem conhece a cidade como a palma da mão!

Alguns são divertidos, fato é que Bolonha é uma cidade encantadora! Vejam alguns:

A pequena Veneza

A foto do canal que lembra muitíssimo Veneza foi tirada perto da Via Piella. Dizem ser o local mais particular de Bolonha. O que eu não sabia é que embaixo da cidade percorrem vários canais, que são utilizados como força motriz para moinhos de água. Ah, nem sempre esse canal tem água.

Canabis Protectio

No encontro da Via Indipendenza com a Via Rizzoli, no pórtico, existe uma escrita que diz: “panis vita, cannabis protectio, vinum laetitia” que significa: pão é vida, canábis é proteção e o vinho é alegria. Agora que tipo de proteção eles quiseram dizer… é no mínimo divertido! rs

Um Netuno ‘animado’

Digamos que essa observação é bem peculiar. Giambologna, que fez a estátua de Netuno que fica na Piazza Maggiore, era um fanfarrão. Ele a fez de modo que, ao vê-la de um ângulo em particular, a impressão é de que o dedo de Netuno substitua outro membro, rs. Quem quiser ter essa outra visão, é só se posicionar em uma pedra escura na entrada da Sala Borsa.

O telefone sem fio

O jogo funciona embaixo do Palazzo del Podestà na Piazza Maggiore. Dizem que todos da cidade fazem, mesmo se já tiverem feito mil vezes. Embaixo das colunas, algumas pessoas repetem coisas como, “Alô, alô? Está me ouvindo? Que tempo faz aí?” Basta se posicionar em ângulos opostos (em diagonal) e dizer alguma coisa em direção as colunas: as vozes saem claramente.

As três flechas

Na Strada Maggiore, 26, em um teto de madeira no pórtico de entrada do Corte Isolani, dizem que estão três flechas. Reza a lenda (claro!) que três bandidos queriam matar um senhor bolonhês. Uma moça, nua, os distraiu que acabaram soltando as flechas uma para cada lado, que ficaram presas no teto. Tem gente que já viu, quem fotografou e quem diz que elas foram removidas depois da restauração.

O vaso quebrado

Diz a lenda que existe um vaso quebrando em cima da Torre Asinelli. Ninguém sabe se esse fato é real, mas a lenda continua a passar pelas bocas dos cidadãos. Dizem que ele representa a capacidade da cidade em resolver os problemas. Ah, sim. Nenhum aluno sobe a Torre Asinelli porque dizem que quem subir, não consegue terminar os estudos (rs).

PS.: estudantes também não atravessam a Piazza Scaravilli na diagonal pelos  mesmos motivos.

Panum resis

Dizem que em uma das cadeiras da sede histórica da Universidade de Bolonha está escrita a frase “panum resis” que indica a sabedoria como base para cada escolha. Ninguém viu até hoje, mas a lenda continua…


O post original está aqui e conta outros três segredos da cidade, além de ter fotos dos lugares mencionados e um mapa para que você possa fazer o percurso (QUERO!).

Tenho visto tanta coisa sobre Bologna nos últimos meses que cada vez me pergunto: por que diabos nunca fui a essa cidade?!

Passagem só de ida por favor!

Foto: Via Piella, Bolonha (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s