#Eurotrip2015: dia 1

#Eurotrip2015: dia 1 por Una lucciola...

headphone Para ler ouvindo: It’s My Life – Bon Jovi
“Como Frank disse, eu fiz do meu jeito. Eu só quero viver minha vida”.

O primeiro destino da viagem era um sonho antigo, talvez mais antigo que a própria Itália, mas que eu acabei prorrogando por tempo até demais: Munique, Alemanha.

Eu fiz um tempo de alemão, antes de começar o italiano, em 2008. Estudei durante um ano e depois parei, retomei e parei de novo há uns quatro anos. Esqueci tudo, mas ainda lembrava de uma frase chave.

“Sprechen Sie Englisch, bitte?”

“O/A senhor[a] fala inglês, por favor?” abre portas e a maioria dos alemães em Munique conhece um pouco da língua inglesa. Os que não sabem tentam te ajudar em alemão mesmo. Achei o povo muito prestativo.

Quando não sabiam, eu me arriscava com o pouco que eu lembrava: “Wo ist diese Straße?” ou “ich kann nicht ein Ticket kaufen”, rs. Sei lá se as frases estavam certas, mas eu conseguia a informação que eu queria, hahaha.

Danke schön também é obrigatório e é bom falar Tschüss ao sair.

Para mim, a melhor forma (e a mais barata) de ir do aeroporto de Munique até o centro é com o S-Bahn, o trem rápido, pegando a linha S1 ou S8, que vão em sentidos opostos, mas sempre chegam na estação central, a Hauptbahnhof, centro da cidade em termos de deslocamento.

A passagem custa €12,00 e é válida para todas as zonas de Munique até às 6:00 do dia seguinte. O percurso dura entre 41 e 45 minutos.

Após deixar as malas na acomodação, parti para o centro, mais precisamente na Marienplatz que é o coração da cidade. Ali, ficam os prédios antigo e novo da prefeitura, e confesso que o novo parece o velho e vice versa, rs. O novo prédio da prefeitura está bem sujo, já o antigo foi reformado.

Marienplatz por Una lucciola...

Neues Rathaus

A praça é maravilhosa e está passando por reformas, mas o visual é incrível. Cheguei na sexta e estava bem movimentado. Dali, você pode partir para os principais pontos do centro histórico a pé, assim como a principal rua de compras em Munique, a Kaufingerstraße.

Altes Rathaus

Altes Rathaus

Nesse dia, fiquei apenas em torno da praça. Visitei a catedral, a Frauenkirche, cujas torres podem ser avistadas desde muito longe (é proibido construir qualquer coisa alta perto dela), e ela é bem simples por dentro. Depois passei pelo Marienhof, que é uma praça atrás da prefeitura.

Recomendo entrar no prédio da prefeitura nova também. Durante o verão, eles instalam ali um Biergarten, literalmente jardim de cerveja, mas que nada mais é do que mesas para você tomar cerveja, algo muito comum na Alemanha.

O que eu aconselho mesmo é subir na Alter Peter, a torre da Peterskirche, que se gaba por ter a melhor vista da cidade. Se é verdade, não sei, porque a torre da Frauenkirche estava fechada (e ela é mais alta), mas a vista é muito bonita mesmo. E prepare o fôlego, porque são 14 andares.

Saindo de lá, dei um pulo no Viktualienmarkt, o mercadão da cidade a céu aberto. E eu AMO mercados de rua. Fiquei impressionada com a beleza das frutas vermelhas. A cor e a textura do morango são completamente diferentes dos nossos. Tudo muito fresco e direto com o produtor.

Não saia tocando nas frutas e verduras, tá? A regra aqui segue a mesma da italiana.

O local é uma delícia e também tem bastante opções de comida. Para o dia, optei por uma sopa de frango, já que fazia muito frio (a máxima que peguei em Munique foi de 10ºC. Quase congelei).

Heiliggeistkirche

Heiliggeistkirche

Ao lado do mercado e atrás da prefeitura antiga, que hoje é um museu de brinquedos, fica uma igreja chamada Heiliggeistkirche, que eu deduzo ser do Espírito Santo. Ela é lindíssima, feita em estilo rococó. Imperdível para quem ama esse estilo.

Por fim, eram 17:00 e eu voltei para Marienplatz para ver a apresentação do relógio, que é super famosa. Ela acontece todos os dias às 11:00 e às 17:00 e dura uns 10 minutos. A praça fica lotada. Recomendo ver da loja da Swatch porque tem menos gente ou de um dos cafés dentro dos prédios nos andares superiores em frente ao relógio.

É uma apresentação bem bonitinha.

Finalizei o dia dando uma volta pela Kaufingerstraße, onde existe uma C&A (super me senti no Brasil. Só que em euros, rs) em um prédio bem bonito. Voltei para a acomodação porque tinha que passar no mercado para comprar as coisas do café da manhã.

Para ter em mente: dificilmente as lojas e mercados ficam abertos após às 20:00. Com exceção de restaurantes e pubs.

A garrafa que me acompanharia até o fim da viagem!

A garrafa que me acompanharia até o fim da viagem!

Para ter em mente [2]: peguei a primeira garrafa de água que vi no mercado. Conclusão: leia o rótulo. As águas tanto na Alemanha quanto na Áustria têm muito bicarbonato (HCO3-) na composição, que dá um gosto meio azedo à água. Procure as que tenham a menor quantidade possível.

Mesmo em um dia nublado e de muito frio (pelo menos para mim), Munique se mostrou uma cidade lindíssima e apaixonante ♥ – e calma que tem mais amanhã, gente! rs

Fotos: Munique por Una lucciola…

Anúncios

2 comentários sobre “#Eurotrip2015: dia 1

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s