Michelangelo por Antonio Paolucci

Este é um vídeo longo, mas maravilhoso por Antonio Paolucci, diretor dos Museus do Vaticano e historiador de arte, que fala sobre as principais obras de Michelangelo: desde a Pietà de San Pietro até sua última obra, a Pietà Rondanini.

O vídeo é todo em italiano e tem uma hora de duração, mas para quem tiver tempo, conseguir compreender um pouco do idioma, eu recomendo porque Antonio fala pausadamente, mas com muito amor.

A palestra conta a vida de Michelangelo entre os anos de 1499 e 1564.

Aos 24 anos, Michelangelo terminou a Pietà que se encontra na Basílica de São Pedro no Vaticano, considerada por Vasari um milagre, pois uma pedra não poderia dar origem a tal perfeição. Ela também é a única obra assinada por Michelangelo, na faixa que atravessa o peito da Virgem Maria.

Paolucci também lembra que em 1972, o nariz e parte do rosto de Maria foram destruídos a marteladas por um louco que invadiu o Vaticano.

Nessa obra, muitos questionaram uma Virgem Maria muito mais nova que o filho e Michelangelo respondeu, com sagacidade, usando os versos de Dante em a Divina Comédia, nos quais ele diz que a Virgem é filha de seu filho e se Jesus é Deus, pai de todos, Maria seria, como todos os outros, sua filha.

Em seguida, Paolucci fala da Capela Sistina, pedida pelo Papa Giulio II. A princípio, Michelangelo se recusou porque não era pintor, mas escultor e conhecia muito pouco sobre afrescos, mas ele acaba encarando o pedido como um desafio pessoal.

Em quatro anos, ele termina de pintar os mil metros quadrados da abóbada com mais de 300 figuras praticamente sozinho, por conta de seu difícil temperamento.

Antonio destaca a capacidade de Michelangelo em reinventar símbolos/ícones, como por exemplo, o momento da criação de Adão, que na maioria das outras pinturas é representada como descrita na Bíblia. Aqui, Buonarotti faz a criação do homem com o dedo de Deus que não chega a tocar o de Adão.

Outra mudança de ícone é Jesus em seu Juízo Final, sem barba, jovem, com a mão direita levantada, em um gesto tipicamente romano. De acordo com Vasari, o Papa Paolo III ao inaugurar a obra em 31 de outubro de 1541 teria se ajoelhado, com lágrimas nos olhos e disse: se é isso que nos espera, então temos que temer.

Na pele de São Bartolomeu, Michelangelo representa o jornalista Pietro Aretino, que ao ser recusado pelo artista para ser consultor da obra, teria escrito várias coisas ruins sobre ele. São Bartolomeu teria sido morto pelo esfolamento da sua pele, então Michelangelo se autorretrata na pele segurada pelo santo, por ter se sentido “esfolado” pelo jornalista.

Então, após terminar o Juízo Final em 1541, o Papa Paolo III entregou a Michelangelo a Capela Paulina, a capela particular dos Papas, na qual ele pintou dois afrescos entre 1541 e 1545: a conversão de São Paulo e a crucificação de Pedro. Para visitá-la, é preciso autorização especial.

Nesta última, ele inova mais uma vez na imagem de Pedro crucificado: as chagas foram adicionadas no restauro, mas inicialmente, era como se Pedro tivesse se oferecido para ser crucificado, pois não havia feridas.

Os olhos de Pedro estão voltados para a porta da Capela, por onde o Papa deve entrar, e ele olha de modo severo, como se fosse para lembrar o Papa que ele é Pedro e que a cruz é sua missão e seu destino.

A palestra se conclui com o sonho romano que Michelangelo não viu terminado: a cúpula da Basílica de São Pedro. Ele fez todo seu projeto, mas o responsável por terminá-la, após sua morte, foi Domenico Fontana.

Por fim, a história que começa com uma Pietà termina com outra: a Pietà Rondanini, que Michelangelo trabalhou durante as últimas horas de sua vida, e não foi terminada.

Destaque ainda para a briguinha entre Michelangelo e da Vinci.

… … … … …

Um gênio muito além de seu tempo, sem dúvidas!

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s