Zibba & Almalibre

Zibba & Almalibre

Zibba & Almalibre é um grupo formado em 1998 pelo Zibba (Sergio Vallarino, guitarra e voz) e Andrea Balestieri (bateria), que depois se juntaram a Federico Manno (guitarra) e Massimiliano Rolff (baixo).

Foi com essa formação que a banda lançou, em 2002, seu primeiro trabalho, o álbum L’Ultimo Giorno. Em 2006, juntou-se ao grupo o violinista Fabio Biale e assim foi lançado também o segundo álbum de trabalho, Senza Smettere di Far Rumore.

Com esse segundo trabalho, o grupo fez um dueto com Tonino Carotone na música Margherita, e dessa forma, tornaram-se conhecidos pela Itália. Em 2010, saiu o terceiro álbum, Una Cura Per il Freddo.

Nos anos que se seguiram, a banda perdeu alguns integrantes originais, Manno e Rolff na guitarra e baixo, respectivamente, e atualmente contam com Stefano Cecchi e Stefano Ronchi nesses instrumentos.

Com os novos músicos, a banda lançou em 2012 o quarto álbum, Come Il Suono Dei Passi Sulla Neve, um álbum cheio de colaborações, como Roy Paci, Eugenio Finardi, Enzo Paci, entre outros. Com esse álbum, ganharam o prêmio de álbum do ano no Targa Tenco 2012.

No ano seguinte, mais um álbum, mas dessa vez, um álbum não autoral, mas sim uma homenagem a Giorgio Calabrese. Intitulado E Sottolineo Se, as músicas escritas pelo compositor genovês foram reinterpretadas pela banda.

A banda ficou mais “completa” com a entrada de Stefano Riggi e Caldero para tocar saxofone/teclado e percussões, respectivamente.

Em 2014, então, veio a grande chance do grupo ao ser selecionado para participar da categoria Novas Propostas do famoso Festival di Sanremo com a música Senza di Te. A banda, infelizmente, perdeu o prêmio principal, mas levou o prêmio da crítica e da sala stampa.

Nesse mesmo ano, lançaram o álbum Senza Pensare All’Estate com a releitura de algumas músicas antigas. No começo de 2015, a banda lançou seu sétimo álbum, Muoviti Svelto.

Conheci a banda pelo Festival di Sanremo de 2014 mesmo e me apaixonei a primeira ouvida por essa canção magnífica que é Senza di Te. Além de ter uma letra maravilhosa, eu preciso dizer que voz do Zibba é uma delícia, com um pouco de rouquidão.

Como não curto muito rap, não diria que Rocco Hunt, que ganhou a categoria de Novas Propostas ano passado com a música Nu Juorno Buono, merecia ter levado, mas pode ser implicância minha mesmo – a música foi um sucesso, cantada parte em italiano e parte em dialeto salernitano (da região de Salerno).

O álbum, Senza Pensare All’Estate, é como se fosse um conjunto das melhores músicas da banda com algumas inéditas, então vale a pena ouvir para ter uma ideia do estilo, mas adianto que a vontade que fica é de sair ouvindo todos os álbuns depois.

Em suma, uma banda que vale a pena ser ouvida! Se você é paulista e está curtindo o feriado prolongado, eu diria que as músicas te farão uma ótima companhia ;)

Foto: Zibba & Almalibre (Reprodução)

Anúncios

2 comentários sobre “Zibba & Almalibre

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s