Manuale d’Amore

Manuale d’Amore (2005) dirigido por Giovanni Veronesi conta as quatro fases do amor, através de personagens diferentes.

O filme foi um sucesso de bilheteria, rendendo mais de 14 milhões de euros e também recebeu alguns prêmios importantes, como melhor fotografia no Nastro d’Argento e de melhor produtor no Ciak d’Oro para Aurelio de Laurentiis.

O ator Carlo Verdone recebeu prêmios de melhor ator coadjuvante tanto no David di Donatello quanto no Nastro d’Argento e no Ciak d’Oro. Margherita Buy, que vive a mulher do casal em crise, recebeu o David por melhor atriz coadjuvante.

As quatro fases, segundo o filme são:

A “Paixão”, vivida por Tommaso (Silvio Muccino), que se apaixona à primeira vista por Giulia (Jasmine Trinca), que não dá a mínima para ele. Ele insiste e no fim os dois começam a namorar e depois se casam.

Em seguida, vem a “Crise”. Barbara (Margherita Buy) e Marco (Sergio Rubini) vivem o casal em crise. Ela sempre tentando salvar o casamento, propondo atividades diversas, que ele não aceita e chega a achá-las ridículas.

Na terceira fase, temos a “Traição”. A policial Ornella (Luciana Littizzetto) vive um casamento feliz, apesar de às vezes sentir vontade de trair o bondoso e perfeito marido com o vizinho. Para sua surpresa, o marido tem um caso com a professora de filho deles. Ela, então, resolve descontar sua raiva aplicando multas aos motoristas.

Por fim, temos o “Abandono”, contado através da história do pediatra Goffredo (Carlo Verdone). Ele foi deixado pela mulher e não consegue entender e muito menos superar tudo isso.

As histórias vêm ligadas por um audiobook, que dá nome ao filme, o Manual do Amor, que fala sobre essas quatro fases e o que fazer durante elas.

O filme foi feito para ser bastante comercial, tentando reunir alguns dos rostos mais conhecidos do cinema italiano em uma comédia. Os atores interpretam personagens já feitos por eles em outros filmes, o que poderia ser um desastre, mas acaba gerando simpatia.

Achei bastante divertido, ótimo para aqueles dias que você só quer espairecer, sem ter que pensar demais, e dar algumas risadas. Para mim, Verdone ganha a cena mesmo no seu papel de marido abandonado!

O filme fez tanto sucesso que gerou duas continuações, Manuale d’Amore 2 e As Idades do Amor (Manuale d’Amore 3). Acho que dos três, esse é o meu preferido!

Boa sessão ;)

Foto: Manuale d’Amore (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s