Le Storie Che Non Conosci

Feriadão apenas começando e você aí pensando: “ó, céus, o que faço com tanto tempo livre?” rs.

Lembra daquele livro que você comprou e acabou deixando de lado pela falta de tempo? Pois é, essa é oportunidade perfeita para você retirar todo o pó dele e começar a ler.

E eu ainda te faço mais um favor, rs: te dou a trilha sonora perfeita… OK, não é trilha sonora, mas você pode deixar essa música no modo “repetição infinita” que vai ser a mesma coisa, rs.

Ela é uma delícia de ouvir!

Le Storie Che Non Conosci é uma colaboração entre Samuele Bersani e Pacifico, que ainda conta com a participação de Francesco Guccini.

A música foi composta especialmente para a campanha #ioleggoperché (eu leio porque), um projeto nacional para divulgação de livros e da leitura organizado pela AIE, Associação Italiana de Editores, comemorado no dia 23 de abril, o dia mundial do livro.

O mais legal é que toda a renda das vendas desse single será revertida para a Fundação LIA (Livros Italianos Acessíveis) para financiar laboratórios de leitura para crianças cegas ou parcialmente cegas em Bologna.

Ideia ótima, não? Eu amei a iniciativa! E se você quiser saber mais sobre a Fundação LIA, visite o site oficial.

Clica no link abaixo para acompanhar a letra e a tradução meia boca! rs

Chi ti ha dimenticato non si sa
Quem te esqueceu não se sabe
Se ti ha lasciato andare o se in realtà
Se te deixou ir ou se na verdade
Ti sta cercando ancora nella borsa
Ainda está te procurando na bolsa
Tra patente e occhiali
Entre a carteira de motorista e os óculos

Hai dedica con data se è un regalo
Tem uma dedicatória com data se é um presente
Un prezzo ben nascosto dietro un adesivo
Um preço bem escondido atrás de um adesivo
E l’aria di chi non ha un letto fisso
E ar de quem não tem uma cama fixa
Ma si appoggia in giro
Mas se apoia por aí

Sarai mai stato in metropolitana?
Será que já esteve no metrô?
Su una corriera sudamericana?
Em um ônibus sul-americano?
In uno zaino pieno a dondolarti sopra a un treno?
Em uma mochila cheia te balançando em um trem?
Arrotolato in tasca in un cappotto?
Enrolado na bolsa de um casaco?
Chiuso nel buio di un cassetto?
Fechado no escuro de uma gaveta?

Pagine unte con le briciole addosso
Páginas engorduras com os salgadinhos embaixo
Cerchi olimpici di vino rosso
Marcas redondas do vinho tinto
E una formica pietrificata del secolo scorso
E uma fórmica petrificada do século passado

Ci sono dei graffiti a coprire un fianco
Tem desenhos para cobrir o lado
Spirali ipnotiche a matita in alto
Espirais hipnóticas a lápis no alto
E poche righe sopravvissute a un pennarello giallo
E poucas linhas sobreviventes a um marcador amarelo

Sarai mai stata a rischio di bruciarti?
Terá corrido o risco de ser queimado?
O su una mensola ad impolverarti?
Ou a pegar pó em uma prateleira?
E riscoperto da qualcuno che non ti aspettavi?
E redescoberto por alguém que não esperava?
Lo hai fatto uscire da un periodo nero?
Te fez sair de um período negro?
Uscire fuori ancora intero?
Sair dessa ainda inteiro?

Una storia che non conosci
Uma história que você não conhece
Non è mai di seconda mano
Nunca foi de segunda mão
È come un viaggio improvvisato
É como uma viagem improvisada
A chilometraggio illimitato
De quilometragem ilimitada

Una storia in cui tu ti specchi
Uma história na qual você se espelha
Con i tuoi occhi da marziano
Com seus olhos de marciano
E come una lanterna magica
E como uma lanterna mágica
Che non si ferma
Que não para

Finito di stampare nel mese di agosto
Parou de ser impresso no mês de agosto
Di un anno povero con poco inchiostro
De um ano pobre com pouca tinta
Un sangue nobile che colora ogni tua parola
Um sangue nobre que colori cada palavra sua

Hai mai viaggiato tutta una notte?
Já viajou uma noite inteira?
Attraversando un temporale forte?
Atravessando um temporal forte?
Ti sei trovato aperto ad asciugare sotto al sole?
Se encontrou aberto a enxugar embaixo do sol?
Ho illuminato fino alla mattina
Eu iluminei até de manhã
Da una candela o da una pila?
Com uma vela ou com uma tocha?

Una storia che non conosci
Uma história que você não conhece
Non è mai di seconda mano
Nunca foi de segunda mão
È come un viaggio improvvisato
É como uma viagem improvisada
A chilometraggio illimitato
De quilometragem ilimitada

Una storia in cui tu ti specchi
Uma história na qual você se espelha
Con i tuoi occhi da marziano
Com seus olhos de marciano
E come una lanterna magica
E como uma lanterna mágica
Che non si ferma
Que não para

Le storie che non conosci
As histórias que você não conhece
Non sono mai di seconda mano
Nunca são de segunda mão


Agora me respondam se essa música não é de uma meiguice e doçura sem fim? Não bateu aquela vontade de pegar aquele livro que você comprou, deixou de lado e está há tanto tempo esquecido na gaveta?

Boa leitura nesse feriadão :)

Vídeo: Le Storie Che Non Conosci

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s