20 lugares de contos de fadas

E chegamos em 2015!

Eu espero que a virada de ano, as festas tenham sido repletas de momentos incríveis e que para esse novo que se inicia, as esperanças sejam renovadas :)

Nada melhor do que começar falando de uma Itália dos sonhos, né? Conheça 20 lugares que parecem retirados de contos de fadas. Claro que eu não tenho dúvidas de que a Itália tem outros vários lugares que são assim, dos sonhos. Algumas escolhas achei bem interessante (post original aqui) e não conhecia; outras, cheguei a comentar no blog.

Civita di Bagnoregio, ViterboPouco conhecida até mesmo por italianos e por turistas que normalmente só passam por Viterbo, essa joia no meio do Lazio é conhecida como “a cidade que morre” por conta da erosão contínua da colina. Os brasileiros podem até reconhecê-la, pois foi pano de fundo da novela Esperança da Globo.

Abbazia di San Galgano, ChiusdinoJá comentei sobre a Abbazia di San Galgano aqui. Este local incrível é dos sonhos mesmo. Hoje, a antiga abadia está em ruínas, permanecendo apenas os muros, sem o teto. Pouco se sabe sobre San Galgano e sua história é muito relacionada à da Tavola Redonda.

Bosco Monumentale del Sasseto, AcquapendenteAos pés da Torre Alfina, um castelo, encontra-se o bosque conhecido como o “bosque encantado” ou “bosque das fadas”. O proprietário do bosque, o marquês Cohen, faleceu ao final de 1700 e o local ficou abandonado. Atualmente, ele é mantido por instituições privadas e é uma zona de proteção especial (ZPS).

Calcata, ViterboSeu nome provavelmente vem do fato de ela estar sob uma montanha de tufo calcário. A pequena cidade, de menos de mil habitantes e uma superfície de pouco mais de sete quilômetros, a cidade conquista pelo todo, suas ruas e vistas naturais.

Campo Imperatore, L'AquilaÉ uma montanha de pradaria formada pelo maior planalto dos Apeninos. Conhecida como “pequeno Tibet da Itália”, fica no parque nacional de Gran Sasso e Monti della Laga. Já foi cenário de filme, como O Nome da Rosa.

Cascate del Varone, TennoAs famosas cascatas de Varone têm quase 100 metros de altura e descem em direção ao lago de Garda. O nome vem da cidade homônima que fica próximo e elas são consideradas paradas obrigatórias para quem está em Riva del Garda.

Cascate delle Marmore, TerniDiferente das cascatas mencionadas acima, essas foram criadas pelo homem, mais precisamente pelos romanos. Com 165 metros de altura é uma das mais altas da Itália e criadas pelo homem. Seu fluxo varia conforme às necessidades dos turistas e da hidrelétrica (as cascatas dividem as águas do rio Velino com a hidrelétrica).

Castel Savoia, Valle d’AostaConstruído entre 1899 e 1904 a pedido da rainha Margherita. O castelo é um prédio de três andares, de estilo eclético e caracterizado por duas cinco torres, todas de alturas diferentes. É possível visitar seu interior.

Erice, TrapaniA cidade fica no topo do monte Érix, que dá origem ao nome. A montanha fica isolada e oferece uma vista sem igual para as cidades em volta e o mar. Erice ainda possui dois castelos e restos de um castelo que pode ter sido fenício, além das igrejas e monastérios.

Giardino di Ninfa, Cisterna di Latina O jardim inglês se encontra onde existia a cidade medieval de Ninfa, sendo que desta atualmente só existem ruínas, algumas foram restauradas durante a construção do jardim. A cidade era um pequeno centro agrícola. O jardim é incrível e os restos da cidade dão um toque todo especial.

Gigante dell’Appennino, VagliaA obra realizada por Giambologna entre 1579 e 1580 fica dentro do parque Villa Demidoff, possui 16 metros de altura e foi cravada no meio das pedras do parque para demonstrar a conexão entre homem e natureza. Foi reaberto recentemente após restauros.

Grotte di Castellana, Castellana GrotteAs grutas de Castellana têm três quilômetros de extensão e atingem profundidade máxima de 122 metros. O itinerário mais longo passa por toda a extensão e demora duas horas. Mais de 15 milhões de pessoas já percorreram as vias subterrâneas.

Isola Bella, StresaUma das ilhas situadas no Lago Maggiore com 320 metros de comprimento e 180 de largura, totalmente ocupada por um jardim italiano do Palazzo Borromeo. O acesso à ilha vem de barcos que partem das cidades de Stresa, Verbania, Baveno e Arona.

Isola di Loreto, Monte IsolaEssa ilha surge no lago Iseo ao norte de Montisola e é de propriedade particular. Já foi das Irmãs de Santa Chiara de Brescia, que fizeram ali um convento. Passou por diversos donos, inclusive um ermitão. Em 1910, um de seus donos construiu um castelo no estilo gótico. Atualmente, só é possível ver a ilha de barco.

Monte Cristallo, BellunoO pico mais alto do grupo Cristallo das Dolomitas. É um dos montes mais altos, mais majestosos e mais famosos de todas as Dolomitas. Durante o inverno, é comum realizar algumas atividades esportivas ali, assim como percursos a pé.

Necropoli di Pantalica, Ferla/SortinoUma necrópole com mais de cinco mil tumbas na Sicilia que vão dos séculos XIII ao VII a.C. Fica entre as cidades de Ferla e Sortino no sudoeste da ilha. Faz parte dos patrimônios mundiais da UNESCO.

Ponte della Maddalena, Borgo a MozzanoTambém conhecida como Ponte del Diavolo, essa ponte atravessa o rio Serchio, próximo a cidade de Lucca. Foi construída provavelmente no século XIV e em 1836, sofreu alguns danos por conta de uma cheia e em 1900, para dar passagem à ferrovia, foi aberto um novo arco na parte direita que alterou sua arquitetura original.

Reggia di Caserta, CasertaO Palácio Real de Caserta tem em sua inspiração máxima os Palácio de Versailles na França. Ele também é circundado por um jardim, que se divide entre os estilos italiano e inglês. Em 2013, foi o 10º sítio mais visitado na Itália e é um dos patrimônios da UNESCO.

Alberobello, BariEssa cidade, coisa linda de meu Deus, já foi comentada aqui. Famosa por conta de suas casinhas brancas denominadas trulli, ela foi declarada patrimônio da UNESCO também.

Vipiteno, BolzanoA cidade faz parte das vilas mais bonitas da Itália. O encanto fica mesmo por conta de suas ruas e alguns edifícios coloridos. Como monumentos, existem algumas igrejas, torres, prédios e até mesmo cascatas, além de museus.

… … … … …

Alguém, pelamordedeus, consegue diminuir minha checklist de coisas para visitar na Itália? Grata! Se não der para diminuir, pelo menos que eu tenha dinheiro, saúde e tempo para visitar tudo! rs

Este post foi programado, pois eu me encontro em mini férias. Comentários, erratas, entre outros serão verificados após o dia 05 de janeiro de 2015. Una lucciola… deseja a todos um ótimo 2015!

Foto: 20 lugares de contos de fadas (Reprodução)

Anúncios

Um comentário sobre “20 lugares de contos de fadas

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.