Mil Dias em Veneza

Mil Dias em Veneza por Una lucciola...

Mil Dias em Veneza conta a história da americana Marlena de Blasi que trabalhava como chefe e crítica gastronômica. Ela relutou por muitos anos ir até à cidade, mas por conta de seu trabalho, teve que ir em 1989. Apaixonou-se pela cidade e voltava todos os anos, sempre com a sensação de que estava indo a um encontro.

Em 1993, esse encontro finalmente aconteceu. Um “estranho” de olhos cor de mirtilo se apaixonara por seu perfil um ano antes e esperou pacientemente reencontrá-la um ano depois. Os dois, ambos na meia idade, resolveram dar uma oportunidade a eles mesmos e viver um grande amor.

Em questão de meses, ela largou tudo que tinha nos EUA, o café que ela era sócia, a casa e os filhos, e partiu para a cidade dos canais para se casar com o estranho.

… … … … …

Querer viver um grande amor em Venezia, quem nunca? E o que esperar de um romance que tem como pano de fundo uma das cidades mais românticas do mundo?

Clichê provavelmente é a primeira palavra que vem na cabeça, mas eu achei que Marlena surpreendeu. Confesso que demorei um pouco para engrenar a leitura, mas ela fluiu tão deliciosamente a partir do capítulo 9, metade do livro, quando Marlena começou a descrever a Venezia vista pelos olhos dos habitantes e não dos turistas.

A história mostra de forma delicada que, sim, sempre há tempo para amar e ser amado. Também é possível livrar-se de fantasmas antigos, superar medos, mas mais importante: aprender a se dar oportunidade de viver a vida. Acho que essa é grande mensagem do livro.

Eu me emocionei muito quando ela descreveu seu casamento, poder perceber que existia amor de verdade ali naquelas palavras é realmente mágico. A Venezia que ela descreve é incrível e me dá muita vontade de pegar o próximo voo e ir desfrutar de todas os cantos, cores, cheiros e sabores que ela descreve tão bem. Chorei mais ainda nos últimos parágrafos.

Por fim, cheguei a conclusão de que é isso que eu preciso: ir para Venezia todos os anos na mesma época para ver se algum estranho se apaixona pelo meu “perfil” e espera, pacientemente, a minha volta no ano seguinte! rs

“Tô de brinks”, rs. Na verdade, não sei se eu sou a Marlena à espera de um estranho ou o estranho à espera da Marlena. Eu me identifiquei um pouco com a história de ambos e nos capítulos finais do livro, minha única vontade era poder estar na pele de um dos dois para poder viajar sem rumo e pretensões pela Itália, apenas desfrutando a linda paisagem e tudo mais.

Vamos embora, ó criança humana!
Para as águas e a selva
De mãos dadas com uma fada,
Pois o mundo é mais cheio de tristeza do que podes compreender.

Tem várias partes do livro que eu gosto, mas essa citação é uma das que eu mais gostei.

Ao fim do livro, Marlena ainda dá as receitas de todos os pratos que cozinhou para o estranho com dicas e comentários, além de um guia romântico por Venezia.

A autora ainda tem mais outros quatro livros publicados, um deles, Mil Dias na Toscana, eu comprei juntamente com o primeiro e é a sua sequência. Eu ia comprar os outros também, mas achei melhor ver se eu gostava da leitura antes, rs. Gostei tanto que acabei de comprar os outros, que passam pela Umbria e Sicilia, e o outro conta a história de uma italiana, Antonia.

Ansiosa para ler todos! rs

Foto: Mil Dias em Veneza por Una lucciola…

Anúncios

2 comentários sobre “Mil Dias em Veneza

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s