Lo scoppio del carro

Lo scoppio del carroHoje é domingo de Páscoa e todos os anos em Firenze acontece um evento muito único, o scoppio del carro ou a explosão do carro.

Reza a lenda que essa tradição surgiu nos tempos da Primeira Cruzada, anunciada para liberar o Santo Sepulcro das mãos dos infiéis. Em 1097, sob o comando de Goffredo di Buglione, os cruzados partiram para a Palestina e no verão de 1099 fizeram um cerco na cidade de Jerusalém, que foi tomada em 15 de julho.

De acordo com a história, foi o florentino Pazzino de’ Pazzi o primeiro a subir os muros da cidade santa, portando o emblema vermelho e branco. Por conta disso, Goffredo doou ao Pazzino três lascas do Santo Sepulcro. Eles voltaram a Firenze em 1101 e o capitão foi recebido com honra. As três lascas estão conservadas até hoje na igreja Santi Apostoli da cidade (também conhecida como o Duomo antigo da cidade).

Dizem que depois da libertação de Jerusalém, no dia do sábado santo, os cruzados se juntaram na Igreja da Ressurreição e em reza, concederam a todos o fogo bendito como símbolo de purificação. É dessa cerimônia que nasceu a tradição florentina de distribuir o fogo santo ao povo.

Depois do retorno de Pazzino, em todo sábado santo, os jovens das famílias se encontravam na catedral, onde o fogo queimava, acendiam uma tocha e depois andavam em procissão por toda cidade levando a chama purificadora em cada casa. O fogo santo era feito com as três lascas do Santo Sepulcro.

Com o passar do tempo, essa cerimônia mais simples foi substituída pela atual com o carro, mas ninguém sabe ao certo quando isso começou.

A família Pazzi era quem organizava e bancava todo o evento, porém, por um pedido da Reppublica, a família foi expulsa de Firenze por conta de uma ação contra os Medici. A Signoria quis apagar tudo ligado à família, que caiu em desgraça, inclusive a explosão do carro. Eles queriam que a comemoração voltasse a forma antiga.

Os cidadãos de Firenze ainda tentaram lutar contra essa decisão, mas não conseguiram. Alguns anos depois, a família Medici foi caçada e uma outra medida do governo restituiu à família Pazzi os antigos direitos e privilégios, incluindo a organização do carro. O carro utilizado anteriormente era bem mais simples, mas sofria muitos danos com a cerimônia todos os anos. Foi então que a família Pazzi mandou construir o carro que é utilizado até hoje, sobrevivendo inclusive à inundação de 1966.

Atualmente, o carro ou brindellone, como chamam os florentinos, se move da praça Porta a Prato e vai até a praça do Duomo, entre o batistério e a catedral. Todo o show pirotécnico dura cerca de 20 minutos e é uma forma simbólica de distribuir o fogo santo para toda a cidade.

Se você for passar uma Páscoa em Firenze, é certamente um dos eventos imperdíveis ;)

Foto: Lo scoppio del carro (Reprodução)

Anúncios

2 comentários sobre “Lo scoppio del carro

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s