Por trás das lentes

Por trás das lentes por Una lucciola...

Quando a gente viaja, é muito fácil querer se perder nas fotos. São tantas coisas lindas, novas, diferentes que a gente quer registrar cada momento.

Eu sei, eu sou assim. Eu sou a louca das fotos, rs. Saio fotografando tudo, até mesmo cachorro na rua, crianças brincando, casais, mas esses ainda são os normais, rs. Também fotografo postes, chão, paredes… rs.

Ficava #chateada quando a bateria estava acabando, mas meu dia não.

Nessa empolgação toda, a gente pode se esquecer da foto mais importante de todas: a nossa memória.

Eu tenho várias fotos do Duomo di Milano porque ele é lindo demais. Foi o primeiro que eu vi na Itália e mesmo tendo visto vários outros depois dele, sua fachada continua sendo uma das mais incríveis que eu vi na vida. Mas a imagem mais linda que eu tenho dele não vem representada em nenhuma das várias fotografias minhas ou pela internet, ela está na minha cabeça.

O momento em que eu estava nas escadas da estação de metrô e sua fachada ia aparecendo aos poucos conforme eu subia: isso é inesquecível e não há foto ou vídeo que possa representar o que eu senti ou a forma como meus olhos captaram a cena. Minha amiga diz ter visto um brilho diferente nos meus olhos quando eu descrevi essa cena para ela.

O mesmo acontece com meu amado Davi de Michelangelo. Eu não tenho uma foto clandestina dele sequer, nem tentei. Porque a imagem mais importante, o momento em que eu o vi pela primeira vez, é insubstituível, indescritível, infotografável (oi? rs).

Por muitas vezes, eu simplesmente parei e sentei. Em um banco, em uma escada, na sarjeta, rs, na beira de uma passagem somente para observar e pensar. Quantos passaram ali antes de mim, quais as histórias por trás de monumentos tão antigos? Também faço uma das coisas que eu mais gosto, que é observar as pessoas (pode ser engraçado… ou não! rs).

Em plena época de redes sociais, onde todo mundo tem a vida mais interessante, mais legal, mais bonita, mais alegre, mais feliz, é fácil a gente querer tanto uma foto bem tirada para impressionar os outros e esquecer de curtir exatamente o objeto da nossa foto. Tiramos a foto, fazemos o check-in e pronto. Next!

Não estou falando para você fazer alocka e não fotografar nada. Isso faz parte da sua viagem. É através delas que você contará sua viagem aos outros, exemplificando, e deixando que as pessoas façam suas próprias viagens através de suas fotos.

O que eu estou dizendo é: depois de registrar o momento, não se esqueça de curti-lo, vivê-lo de verdade. Afinal, já dizia Jovanotti:

“E che mille secoli di storia non valgono un secondo vissuto veramente”.
E que mil séculos de história não valem um segundo vivido de verdade.

Porque sim, as melhores fotos, os melhores vídeos, são sempre aqueles que só a gente tem acesso, pois foi o momento que ninguém viveu por você.

Pense nisso na sua próxima viagem ;)

PS.: a foto é de um casal no Piazzale Michelangelo. Ele tinha acabado de pedi-la em casamento. E o momento anterior, o do pedido, eu vi com os olhos e não através das lentes.

Foto: Por trás das lentes por Una lucciola…

Anúncios

3 comentários sobre “Por trás das lentes

  1. Thais disse:

    Ciao bella!

    Super concordo contigo. Esta é uma preciosa sabedoria, a de aproveitar ao máximo o momento presente, ele ficará na memória em registros que não cabem numa foto.
    Dia desses fui pedalar num final de tarde, passando pela beira mar presenciei aquele momento do por do sol em que as imagens desaparecem depois de poucos segundos. A grande maioria das pessoas que vi, estavam pegando o celular na pressa, para não perder a imagem, e acabaram perdendo o momento… passei pedalando e admirando cada milésimo de segundo daquele espetáculo, onde registrei o momento por completo, na minha lembrança.
    Nossas recordações são ricas: de imagens, aromas, sons, temperatura e nuances de cores que nenhum equipamento eletrônico registraria com maior precisão de detalhes. Vamos viver mais e não se preocupar tanto em registrar!
    Parabéns pelo post!

    Bacione e buona giornata!

    Curtir

    • Isabela disse:

      Ciao, bella!

      Infelizmente, com a modernidade e o fácil acesso às coisas, a gente tem se esquecido de apreciar as pequenas coisas. Eu não troco uma mesa de bar pelo Whatsapp/Facebook, mas esses laços estão cada dia mais se perdendo. Uma pena!

      Por do sol, por que tirar fotos quando você pode simplesmente apreciá-lo?? Muito melhor assim!!

      Un bacione e una bella giornata a te ;)

      Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s