As capitais da felicidade na Itália

Vicolo della Felicità em LuccaFonte: Corriere della Sera – 20/03/2014

A análise foi feita a partir de mensagens do Twitter, cerca de 40 milhões, em 110 províncias italianas. Segundo o resultado, a capital da felicidade na Itália é Genova (75,5% dos tweets felizes). Logo depois, vem Cagliari, depois Carbonia, Parma e Ogliastra, no Top 5.

Já as cinco mais tristes são: Venezia (com 48%), seguida de Imperia, Padova, Nuoro e Aosta. Quase todas as grandes cidades registraram índice de felicidade reduzido, salvando-se somente Firenze (quem não é feliz naquela cidade, me fala!?), seguida de Roma, Torino, Milano e Napoli. Provavelmente, a essas cidades somam-se o estresse, o excesso de trabalho, o trânsito, os preços mais altos, a crise e a poluição.

As regiões mais tristes foram Aosta, Nuoro e Padova. Já Puglia e a Emilia-Romagna estão entre as mais felizes.

Mas o que faz com que os italianos sejam mais felizes ou tristes? Os italianos são muito influenciados pelo clima. Normalmente no inverno, eles estão mais tristes e com a chegada da primavera, esse índice diminui. Os dias da semana também contam. Não é preciso nem mencionar que segunda é considerada o dia mais triste, salvando-se o sábado como o mais feliz!

A latitude também influencia, sendo que sul ao norte, a felicidade vai diminuindo na península, exceto nas províncias que possuem mar! E em Milano tivesse um mar, a felicidade também aumentaria.

De fato, os italianos são pirados pelo mar. Ferragosto que o diga… e em Lucca, onde existe o beco da felicidade (foto), será que as pessoas são mais felizes? rs

Foto: Vicolo della Felicità em Lucca (Reprodução)

Anúncios

2 comentários sobre “As capitais da felicidade na Itália

  1. Thais disse:

    Ciao bella!
    Sim, as estações do ano tem grande influência no humor e também no modo como conduzimos nossos dias. É uma boa oportunidade de aprendizado: tentar ver num dia chuvoso a necessidade que a terra tem de água para manter a fertilidade. O frio, aquele de neve que congela até a alma, também faz seu trabalho na natureza, sendo a época onde as sementes latentes aguardam sabiamente o primeiro aumento de temperatura para se liberarem com a chegada da primavera.
    As pessoas deveriam aprender a serem felizes sem tantos estímulos externos. Mas isto daria um post!
    Un bacione bella!

    Curtir

    • Isabela disse:

      Ciao, bella!

      Brava, bravissima!! Disse tudo!
      Mas infelizmente, eu me encaixo com a maioria. Por mais que esses processos da natureza estejam bem claros na minha mente (bióloga, prazer!), como eu amo um dia ensolarado!!! rsrs
      Bacione!!!

      Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s