Castello Sforzesco

Castello Sforzesco

O Castello Sforzesco é um dos grandes símbolos da cidade de Milano.

Ele foi construído no século XV por Francesco Sforza, que foi duque da cidade, em cima de uma fortificação do século XIV, conhecida como Castrum Portae Jovis.

Em 1447, foi destruído pela Aurea Reppublica Ambrosiana. É quando entra o duque Sforza em cena, que resolve fazer do local sua residência. Com a sua morte, e durante os séculos, o castelo passou por grandes modificações. Inclusive Leonardo da Vinci chegou a trabalhar nos afrescos do Castello.

Nos anos seguintes, sofreu grandes danos devido aos ataques franceses, milaneses e germânicos. Ao retomar o poder, Francesco Sforza II reestruturou e ampliou a fortaleza.

Entre os anos de 1600 e 1700 foi uma das principais cidades militares da Europa e foi praticamente refeito por inteiro por Luca Beltrami entre 1891 e 1905. Durante o século XX, porém, sofreu outros grandes danos por conta da Segunda Guerra.

Nos anos 90, uma grande fonte foi construída na praça do Castello, inspirada em uma que existia anteriormente, mas que foi destruída para a construção do metrô nos anos 60. Em 2005, terminaram os últimos restauros no pátio e nos quartos.

Atualmente, é sede de importantes instituições culturais e um ponto turístico.

Dentro do Castello, encontram-se: uma pinacoteca, os museus da pré-história, egípcio, da arte antiga, dos instrumentos musicais e da mobília, o arquivo histórico civil, a biblioteca de arte e uma livraria.

O castelo abre todos os dias das 7 às 18hs (horário de inverno) e das 7 às 19hs (horário de verão). O ingresso é gratuito (exceto os museus).

Os museus ficam abertos de terça a domingo (ou seja, são fechados às segundas) das 9 às 17:30, sendo a última entrada às 17hs. O preço do ingresso (para todos os museus) é de apenas €3,00.

Para chegar até o Castello Sforzesco, pegue a linha de metrô MM1 e desça na estação Cadorna ou Cairoli, ou MM2 na estação Cadorna ou Lanza.

Ônibus: 18, 50, 37, 58, 61 ou 94. Tram: 1, 2, 4, 12, 14 ou 19.

No site oficial, é possível fazer um tour virtual tanto nas partes externas quanto internas.

Infelizmente, perdi quando fui a Milano, mas certamente voltarei para visitá-lo (junto com a Santa Ceia, a Pinacoteca di Brera, o bairro Navigli… rs).

Fotos: Castello Sforzesco (Reprodução)

Anúncios

2 comentários sobre “Castello Sforzesco

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s