Que fantástica história…

Zé Roberto na conquista do ouro em Londres

… é a vida!

Che Fantastica Storia È La Vita é uma canção de 2003 do cantor italiano Antonello Venditti. Uma belíssima canção que conta histórias de algumas pessoas em primeira voz, inclusive a dele, logo na primeira estrofe:

Mi chiamo Antonio e faccio il cantautore,
Eu me chamo Antonio e sou cantor,
E mio padre e mia madre mi volevano dottore,
Meu pai e minha mãe queriam que eu fosse médico,
Ho sfidato il destino per la prima canzone,
Desafiei o destino para a primeira canção,
Ho lasciato gli amici, ho perduto l’amore.
Deixei os amigos, perdi o amor.

Antonello faz referência a Jesus e a Aïcha, uma canção de Cheb Khaled em francês, mas todos os trechos ele termina com “e quando penso che sia finita, è proprio allora che comincia la salita. Che fantastica storia è la vita“.

“E quando eu penso que terminou, é logo então que começa a subida. Que fantástica história é a vida”.

São poucas palavras, mas que para mim têm um significado tão forte, uma canção realmente linda.

E você deve estar se perguntando, ‘o que o Zé Roberto tem a ver com a canção?’

Foi exatamente essa música que o técnico da seleção feminina de vôlei escutava como inspiração ao longo dos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, que terminaram com a conquista do bi-olímpico (e no caso dele, tri).

Uma bela inspiração.

Que fantástica história é a vida, não acham?

Foto: Zé Roberto na conquista do ouro em Londres (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s