Ligabue

Luciano Ligabue é mais conhecido somente por Ligabue ou simplesmente Liga. Nasceu em Correggio, em 13 de março de 1960. É cantor, diretor, guitarrista e roteirista. Um dos cantores de rock mais conhecidos e populares da Itália.

Pensem em um cara f*da (rs). É ele.

Começa sua carreira no final dos anos 80 e consegue um contrato em 1990, quando lança seu primeiro álbum Ligabue, que contém sucessos muito cantados até hoje: Balliamo Sul Mondo, Piccola Stella Senza Cielo, Non È Tempo Per Noi, Bar Mario e Figlio d’Un Cane.

No ano seguinte, lança Lambrusco, Coltelli Rose & Pop Corn. Dentre os vários clássicos desse álbum, o mais conhecido provavelmente é Urlando Contro Il Cielo, que é simplesmente o hino da torcida da Inter (de Milão).

Entre 1993 e 1994, Ligabue vive um momento de crise na carreira, pois é quando rompe com o antigo produtor e com a antiga banda. Nesse período, lança os álbuns Sopravvissuti e Sopravviventi, e A Che Ora È La Fine Del Mondo? Confesso que são álbuns não muito queridos por mim, especialmente o último (rs).

Mas vem a volta por cima, em 1995, com Buon Compleanno, Elvis!, eleito o 11º melhor álbum italiano de todos os tempos pela Rolling Stone Italia. Depois disso, a consagração. Em 1999, lança Miss Mondo; em 2002, Fuori Come Va?; e em 2005, Nome e Cognome.

Com um intervalo de cinco anos, em 2010, lança Arrivederci, Mostro!, que para mim é o seu melhor álbum.

No ano de 2005, ele fez um show no aeroporto de Campovolo para cerca de 180 mil pessoas, onde voltou em 2011 para o Campovolo 2.0, que virou um álbum ao vivo com 3 CDs e três canções inéditas em estúdio (Ora e Allora, M’Abituerò e Sotto Bombardamento). Em 2011, foram vendidos “apenas” ‘110 mil ingressos por motivos de segurança.

E se você acha que o talento dele se restringe a música, engana-se.

Em 1998, Luciano se lançou como diretor com o filme Radiofreccia, uma história levemente autobiográfica e cheia de melancolia sobre o último dia de transmissão de uma rádio privada. O filme é apresentado no Festival de Venezia e é aclamado pela crítica e pelo público, conseguindo três David di Donatello (melhor diretor estreante para o próprio Ligabue, melhor protagonista e melhor trilha sonora – óbvio), além de dois Nastri d’Argento e quatro Ciak d’Oro.

Liga também já escreveu quatro livros: um romance e outros três com poesias e contos (e já ganhou prêmios também).

Conheci Liga através de uma amiga italiana, mais precisamente pela música acima, Kay È Stata Qui, ainda hoje uma das minhas favoritas. Uma música linda, de fato, e que sim, fala sobre drogas, especificamente a cocaína.

Depois disso, baixei a discografia completa dele e sou completamente apaixonada por esse cantor. Amo a forma como ele faz rock e amo suas letras, sempre muito marcantes.

Existe toda uma rixa entre ele e Vasco Rossi, outro cantor de rock tão conhecido quanto ele, e normalmente fãs de Liga não gostam de Rossi e vice-versa.

Não tenho nada mais a dizer sobre Ligabue a não ser: ouçam! Um dos melhores e mais talentosos cantores italianos, sem igual. Fica aqui uma dica preciosíssima para os amantes da música.

E sim, estou me remoendo por dentro por Luciano ter decidido voltar a Arena de Verona em setembro desse ano para alguns shows (esgotados, diga-se de passagem), mas não ter feito o mesmo ano passado. #chateada, rs.

Foto: Luciano Ligabue (Reprodução)

Anúncios

2 comentários sobre “Ligabue

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s