Il Ponte Vecchio

Ponte Vecchio por Una lucciola...

A Ponte Vecchio (que significa ‘ponte velha’ em italiano) é o lugar que eu mais queria conhecer em Firenze.

De fato, a ponte se tornou o meu lugar preferido da cidade. No mês em que morei lá, caminhava até ela quase todos os dias para poder admirar as lojas, o lugar, o rio Arno.

Eu digo de forma carinhosa que a Ponte Vecchio é “tipo uma favelinha, mas como todo o glamour europeu”, rs. Afinal, ao seu redor, é possível observar várias casas, um grudadinha com a outra em tons pastéis.

A ponte é um dos símbolos de Firenze e uma das mais famosas do mundo. Ela foi construída na parte mais estreita do rio Arno, onde antigamente era uma vau. Ela começou a ser construída ainda no tempo romano, por volta de 1080, em madeira, e depois em pedra (cerca de 1170).

Dizem que ela foi a única ponte da cidade a ficar inteira no período das guerras, sendo o único ponto de ligação entre as duas partes da cidade, separadas pelo rio.

Por cima da ponte, o tráfego de carros é proibido e as lojas só vendem uma coisa: ouro!

Espere um ouro bem caro, pois rola todo um glamour quando se diz que “comprei na Ponte Vecchio”, rs. Acredite, pela cidade e até mesmo no centro histórico é possível encontrar o mesmo ouro por um preço BEM mais ace$$ível, rs.

Benvenuto CelliniNo meio da ponte, existe um monumento em homenagem a Benvenuto Cellini, que foi um dos ouríves mais importantes de Firenze (logo, não poderia estar em outro lugar da cidade se não a Ponte Vecchio!).

Os apaixonados se aproveitavam do monumento para pendurarem os famosos cadeados, mas essa ação está proibida desde 2006, com direito à multa de €50 para quem for pego.

Quando fui em 2010, era possível encontrar vários cadeados próximos à ponte, mas parece que até esses foram proibidos. Ainda assim, eu me aventurei para pendurar um para uma amiga minha (beijos, Tati! rs) em 2012.

No verão, é muito gostoso poder observar o pôr-do-sol sob a Ponte Vecchio junto a uma bela cantoria. Normalmente, músicos ficam tocando nos pontos turísticos para conseguir alguns trocados. Muito europeu, eu diria.

Já que o assunto é a Ponte Vecchio, um poema:

“Tra i piloni addormentati scorre l’Arno dolcemente. Nel veder gli innamorati, acconsente… acconsente. Benvenuto Cellini, la sua stizza appena cela, io vi tengo birichini la candela… la candela”.

Sul Ponte Vecchio, Riccardo Marasco

Seria algo como: “entre os eixos adormentados, o Arno escorre docemente. Ao ver os apaixonados, consente… consente. Benvenuto Cellini, a sua raiva apenas esconde, eu seguro para vocês, malcriados, a vela… a vela”.

Ou seja, o pobre Cellini estaria com raiva de só poder observar os apaixonados, sendo a vela da relação, rs.

Riccardo Marasco é um cantor florentino bastante irreverente. Sua discografia me pareceu interessante, acho que vale a pena dar uma olhada.

A Ponte Vecchio fica entre as pontes Alle Grazie e Santa Trinità. Acredito que ela oferece uma das vistas mais bonitas da cidade!

Foto: Ponte Vecchio por Una lucciola…

Anúncios

8 comentários sobre “Il Ponte Vecchio

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s