Tiramisù

Tiramisù por Una lucciola...

Um dos doces mais tradicionais da Itália, conhecido pelo mundo todo, o tiramisù.

A origem dele é incerta, já que todas as regiões gostariam de ter inventado o doce, por conta disso, criou-se uma briga entre as regiões da Toscana, do Piemonte e do Vêneto.

A versão oficial, diz que o tiramisù surgiu no século XVII em Siena, quando alguns doceiros, por conta da chegada do Granduca Cosimo de Medici, decidiram preparar um doce em comemoração a sua grandeza.

O doce deveria respeitar a personalidade do Granduca: devia ser um doce importante e saboroso, mas ao mesmo tempo, preparado com ingredientes simples, mas extremamente gostoso porque Cosimo amava literalmente os doces.

Na época, o doce era chamado de “sopa do duque”, em honra ao Cosimo de Medici, que levou consigo a receita para Florença, fazendo-a ser conhecida por toda a Itália.

A versão não oficial, diz que um doceiro de Turim inventou o doce em nome de Camillo Benso, conde de Cavour para apoiá-lo na sua difícil proeza de unificar a Itália. Também no Vêneto existe uma versão: o doce teria sido inventado no restaurante “el Toulà” em Treviso, que ficava dentro de uma casa fechada.

Considerando a última lenda (de Treviso) e que muitos consideravam o doce afrodisíaco, surge seu nome, tiramisù, que vem de “tirami su“, ou seja, levante-me.

Já que o clima é “safadinho” (rs), coloque um pouco de Biagio Antonacci, pegue o queijo de rico (rs), prepara um café e VEM COMIGO! rs

Ingredientes

  • Cacau em pó
  • Café
  • 500 g de queijo mascarpone
  • 6 ovos frescos
  • 120 g de açúcar
  • 400 g de bolacha champagne (de preferência sem açúcar)

Modo de preparo

Antes de tudo, faça um pouco de café. O suficiente para molhar as bolachas champagne.

Em um recipiente, bata as gemas dos ovos com metade do açúcar até que este se dissolva completamente. Adicione todo o queijo mascarpone ao composto.

Com as claras e uma pitada de sal, bata bem até formar a clara em neve. Adicione a outra metade do açúcar à clara em neve e misture bem os dois. Por fim, adicione o composto feito com mascarpone à clara, misturando-os bem.

Mergulhe as bolachas champagne no café – rapidamente, a bolacha não pode ficar mole, pois será a base do doce – e em seguida, coloque-as em uma forma de sua preferência.

Faça uma camada de bolachas. Por cima delas, jogue o creme de mascarpone. Finalize a camada peneirando o cacau por cima do creme. Repita o processo até o mascarpone e as bolachas acabarem.

Importante: se a primeira cada de bolachas foi feita com elas na vertical, a segunda deve ser na horizontal e assim sucessivamente. Também é possível jogar raspas de chocolate na última camada.

… … … … …

É um doce super fácil de fazer, mas requer bastante atenção com os ovos, pois eles não são cozidos. Portanto, verifique se eles estão realmente frescos.

A única coisa negativa é que o tal queijo mascarpone não se encontra em todos os supermercados e também não é barato. Eu paguei R$25,00 em um pote com 350 gramas. Ou seja: CARO!

A receite rende um pirex de mais ou menos 30 cm de comprimento, é bom fazer para quando tiver bastante gente, pois por conta dos ovos, é perigoso o doce estragar.

O mascarpone é um queijo cremoso, quase branco, tipicamente italiano, proveniente da região da Lombardia que é derivado do creme de leite e não do leite em si. O nome vem do dialeto lombardo mascherpa ou mascarpia, que indica o creme de leite ou ricota.

Foto: Tiramisù por Una lucciola…

Anúncios

7 comentários sobre “Tiramisù

  1. Thais Helena disse:

    Ciao Isabela!

    Adorei a receita, já tem tempo que estou querendo fazer tiramisu. Além de não encontrar o mascarpone, ja vi em outras receitas colocarem licor, mas vou tentar fazer com a sua receita que me parece bem fácil, rápida e deliciosa. Interessante sobre a origem do doce, sempre há uma polêmica entre as regiões, cada qual quer ser reconhecida como a de origem… gostei da última lenda, rsrs!
    Baci e buona settimana!

    Curtir

    • Isabela disse:

      Ciao, Thais!

      Sim, é bastante fácil! Só tem que ter bastante cuidado com os ovos porque eles não são cozidos e podem estragar (além de ter salmonela), então faça quando tiver bastante gente porque dá bastante, rs.
      Não sei se vc tem Pão de Açúcar ai perto porque comprei o meu lá. Do contrário, procure em empórios provavelmente encontrará lá.

      Baci!

      Curtir

  2. Alexandre Godoy disse:

    Estou curtindo o blog cada linha, e falando em tiramissù me lembrou minha peripécia, fui fazer um tiramissù mês passado, e inventei de fazer um mascarpone caseiro, talhando o leite com limão e espremendo a nata, em vez do licor que tem na receita original coloquei Amarulla que é o que eu tinha em casa, e no lugar daqueles pãezinho chechelentos que não temos aqui no Brasil coloquei o biscoito Champagne normal, hummmmmmmmm resumo da ópera, ficou horrível, vai continuar na geladeira até eu ter coragem de jogar fora, nem minha esposa que é parceirona, está colaborando e nem o autor da obra ..eu KKKKKKKKKKKKKKKK

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s