Eric Hutchinson

Eric Hutchinson

No fuori tema de hoje, gostaria de falar de um dos meus cantores favoritos (porque nem só de Itália e Alex Britti eu vivo, rs): o americano Eric Hutchinson. Ele é uma dica musical que merece ser compartilhada.

O cantor nasceu em Washington DC. Antes de ser álbum Sounds Like This ser lançado, sua gravadora  (Maverick Records, da Madonna) fechou. Ele gravou e lançou o álbum sozinho em 2007, que chegou ao 5º lugar das charts. A Warner Bros pegou o álbum e o relançou em 2008.

Sua música mais conhecida é, provavelmente, Rock & Roll, graças ao site de Perez Hilton, que praticamente o lançou no mundo. Entre 2009 e 2010, ele fez turnê com a Kelly Clarkson, abrindo seus shows. Em 2012, lançou seu segundo álbum, Moving Up, Living Down, que será o foco desse post.

O álbum abre com a deliciosa Talk Is Cheap, que trata de como a gente só fala e normalmente sobre nada relevante e como ele está cansado disso, então a partir de agora só vai ouvir. Excelente faixa para abrir o álbum.

Best Days of Our Lives é outra faixa maravilhosa que fala sobre viver o hoje apesar de todos os “perrengues” que a gente passa, não estamos sozinhos. Gosto quando ele diz que “a felicidade depende se a compartilhamos uns com os outros”.

A terceira faixa, também o segundo single, The Basement, é a mais dançante do álbum. Não tem como ouvir e não querer sair dançando. A influência veio exatamente dos cantores que ele menciona na música: Stevie Wonder, Michael Jackson, James Brown, Aretha Franklin, etc. Segundo ele, esse é o mais perto que ele conseguiu chegar para homenagear esses grandes cantores.

Watching You Watch Him foi o primeiro single. A letra é triste, sobre um rapaz que tem que observar sua amada observar outro cara, mas a melodia é tão gostosa. Amo demais, desde que ouvi a primeira vez.

Breakdown More é uma música que Eric tocava ao vivo em shows. Virou tradição e queridinha dos fãs. O arranjo que ele fez para o álbum deixou a música mais incrível porque a letra é fantástica. Linda demais! Apesar de ser datada, é sem dúvidas, um dos pontos mais altos do álbum.

Em seguida, uma música que fala sobre amigos e família,The People I Know. É sobre como às vezes nos afastamos das pessoas, mas ainda assim, no nosso pior, elas estão lá. Acho a letra bastante interessante.

A segunda faixa mais dançante do álbum é Living In The Afterlife. A letra fala sobre tirar uma foto sua agora porque você irá viver uma nova vida daqui para frente, então poderá se lembrar do “velho você”. Diga adeus a sua velha vida, agora vocês está vivendo o pós-vida!

In The First Place, segundo o cantor, é uma música meio auto-biográfica. Quando ele pensou em desistir da carreira. A letra fala do sucesso, sobre terminar o que começou, como tomar decisões pode ser difícil, o que é necessário para chegar lá. Talvez, uma das letras mais profundas do álbum.

Depois da “tensão”, uma música divertida. Em I’m Not Cool, o cantor fala de como ele não é ‘descolado’ e nunca vai ser. Ele conta duas situações em que tentou “se mostrar” para as pessoas e acabou se dando mal. Bem divertido: ‘cool people maybe they’re just born with it’ (as pessoas descoladas talvez já tenham nascido com isso).

O álbum fecha com a gostosinha Not There Yet. O cantora disse que também é um pouco sobre ele, como ele cansou de trabalhar tanto e não ter muito retorno, então ele só quer viver. Gosto muito de duas frases da música: “you gotta hit rock bottom if you wanna come out on top” e “you gotta run real far before you ever feel close to home” (algo como, ‘você tem que atingir o fundo do poço se quiser voltar por cima’ e ‘você tem que ir bem longe antes de se sentir perto de casa’). Não é?

Não tem uma música nesse álbum que eu não ame, de verdade. O melhor álbum de 2012 e um dos melhores que eu ouvi em toda minha vida. Pedi para uma amiga (beijos, Lê!) me trazer do Canadá e eu o ouço quase todos os dias de manhã. Não me cansa, parece que eu me apego mais e mais às músicas.

Amo Eric por conseguir fazer músicas pop deliciosas com letras divertidas e inteligentes. Sua habilidade musical é incrível e ele consegue fazer músicas durante o show, o que é bárbaro – tanto que o grande fan base dele é graças a isso, pessoas que amam vê-lo ao vivo (vários shows esgotados na turnê do novo álbum). Gosto dessa inteligência musical dele.

Um cantor imperdível. Vale a pena escutar!

Foto: Eric Hutchinson (Reprodução)

Anúncios

Um comentário sobre “Eric Hutchinson

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s