O Visconde Partido ao Meio

O Visconde Partido ao Meio

O romance escrito por Italo Calvino em 1952 (título original “Il Visconte Dimezzato”) é a primeira parte da trilogia “I Nostri Antenati“.

A história é contada através do sobrinho (nome não revelado na trama) do protagonista Medardo, visconde de Terralba. O visconde participa da guerra contra os turcos e na sua primeira batalha, é atingido por uma bola de canhão e se divide ao meio.

Os paramédicos encontram somente uma metade do visconde e conseguem fazê-lo viver. Este torna a sua cidade, Terralba, porém muito diferente. Volta à cidade somente a parte ruim do visconde, que parte tudo precisamente ao meio, além de fazer várias crueldades com as pessoas por puro prazer.

O visconde então se apaixona por uma camponesa, Pamela, e quer se casar com ela. E quando as coisas não podiam ficar piores, a outra metade de Medardo volta à cidade, mas a parte extremamente boa.

As duas metades acabam por gerar mais confusão entre os habitantes de Terralba.

… … … … …

O próprio Italo Calvino declarou que o tema do livro é exatamente o homem divido ao meio por nos sentirmos de alguma forma incompletos, todos realizamos uma parte de nós, mas não a outra.

Evidente a batalha entre o bem e o mal, porém o livro vai além. Não é que somos bondosos ou maldosos desde o nascimento, pois nem o visconde o era. As influências externas nos fazem assim – no caso de Medardo, a bala de canhão.

A história também demonstra que os extremos são ruins. Quando se é extremamente mau, óbvio que isso é ruim, mas o livro mostra que ser extremamente bom pode ser ruim da mesma forma!

Ainda assim, o livro mostra que é possível “consertar” essa ruptura, é possível unir os dois e encontrar um equilíbrio. No caso de Medardo, o que provocou a união das partes foi o amor por Pamela.

Gosto de como o livro trata desse assunto, sobre ser jovem e cheio de dúvidas em relação à vida, como era o visconde antes de ser partido ao meio.

Alle volte uno si crede incompleto ed è soltanto giovane.
Às vezes, a gente se imagina incompleto e é apenas jovem.

O livro tem apenas 95 páginas. Leitura agradável para um fim de tarde! Paguei apenas 16 Dilmas (rs) por essa edição de bolso na Saraiva.

Foto: O Visconde Partido ao Meio por Una lucciola…

Anúncios

Um comentário sobre “O Visconde Partido ao Meio

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s