Addio, Rita!

Morreu hoje mais cedo em Roma a neurologista Rita Levi-Montalcini.

Nascida em Turim, no dia 22 de abril de 1909, ganhou um Prêmio Nobel em 1986 de Medicina, também uma senadora vitalícia.

Aos 103 anos, apaga-se uma das maiores estrelas feministas da Itália.

Sofreu preconceito por ser de família judia, o que a impediu de continuar seus estudos em neurologia e psiquiatria. Ficou conhecida como a “Dama das Células” por sua contribuição  na compreensão dos mistérios das células.

Durante a guerra, ela improvisou um laboratório em sua cozinha e depois em sua casa na zona rural de Piemonte, onde fazia experimentos com embriões de galinha.

Seu Nobel foi pela pesquisa sobre o crescimento de células neurais e seus trabalhos ajudaram no entendimento de diversas condições de saúde, incluindo o desenvolvimento de malformações e demência senil.

“Il corpo faccia quel che vuole, io non sono il corpo, io sono la mente”.
“O corpo faça o que ele quiser, eu não sou o corpo, eu sou a mente”.

Descanse em paz, Rita!

Foto: Rita Levi-Montalcini (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s