Venezia È Un Pesce – Una Guida

Depois de descobrir que Veneza tinha um formato de peixe, fui procurar imagens e acabei esbarrando nesse livro de Tiziano Scarpa.

Venezia È Un Pesce – Una Guida foi lançado originalmente em 1998 e depois publicado novamente com mais detalhes.

O livro é realmente um guia. Mas não para aqueles que querem conhecer a Veneza dos guias turísticos, mas a Veneza verdadeira, vista pelos olhos de quem nasceu e cresceu entre os canais.

Inteligentemente, o autor conta suas histórias através de capítulos entitulados com as partes do corpo: “pés, pernas, coração, mãos, rosto, orelhas, boca, nariz e olhos”.

O livro é uma declaração de amor à cidade! É possível perceber como o autor é apaixonado por sua cidade natal enquanto ele nos dá detalhes, nos conta histórias e nos instiga a descobrir por nós mesmos as belezas escondidas de Veneza.

Achei lindo quando o autor “explica” sobre o formato de peixe da ilha:

Sulla cartina geografica, il ponte che la collega alla terraferma assomiglia a una lenza: sembra che Venezia abbia abboccato all’amo. E’ legata a doppio filo: binario d’acciaio e fettuccia d’asfalto; ma questo è successo dopo, soltanto un centinaio di anni fa. Abbiamo avuto paura che un giorno Venezia potesse cambiare idea e ripartire; l’abbiamo allacciata alla laguna perché non le saltasse in mente di salpare di nuovo e andarsene lontano, questa volta per sempre. Agli altri diciamo che l’abbiamo fatto per proteggerla, perché dopo tutti questi anni di ormeggio non è più abituata a nuotare: la catturerebbero subito, finirebbe di sicuro su qualche baleniera giapponese; la esporrebbero in un acquario a Disneyland. La verità è che non possiamo più fare a meno di lei. Siamo gelosi. Anche sadici e violenti, se si tratta di trattenere chi si ama.
No mapa geográfico, a ponte que a liga ao continente parece uma linha de pesca: parece que Veneza abocanhou o anzol. É ligada por uma linha dupla: plataformas de aço e ligação por asfalto; mas isso aconteceu depois, apenas algumas centenas de anos atrás. Tínhamos medo de que um dia Veneza pudesse mudar de ideia e partir; nós a prendemos a lagoa para que não passasse por sua cabeça de fugir novamente e ir para longe, dessa vez para sempre. Aos outros, dizemos que o fizemos para protegê-la porque depois de todos esses anos atracada ela não estaria mais acostumada a nadar: capturariam-na logo, terminaria certamente em alguma baleeiro japonês; exporiam-na em um aquário na Disney. A verdade é que não podemos mais fazer menos dela. Somos ciumentos. E também sádicos e violentos, quando se trata de manter quem se ama.

É uma delícia de se ler – mas confesso que em italiano foi difícil por conta das palavras, então tive que consultar o dicionário várias vezes (e em várias outras, tive preguiça! rs). Fora as partes em dialeto, mas o autor sempre dá a “tradução”.

No fim, Tiziano ainda dá outras dicas de leituras para quem quer saber mais sobre a cidade ou conhecer outros olhares apaixonados.

Mas para mim, a maior dica que Tiziano nos deixa (e é o que eu normalmente digo as pessoas sobre Veneza) é de perder-se: sinta seu cheiro, prove seu sabor, ouça seus sons, toque seus prédios e veja toda sua beleza sem seguir roteiros, apenas seus instintos, pois só assim você descobrirá a verdadeira Veneza.

“Smarrirsi è l’unico posto dove vale la pena di andare”.
Perder-se é o único lugar onde vale a pena ir.

O livro tem coisas tão legais sobre a cultura veneziana, entre outras histórias, que eu pretendo deixá-los para um outro post ;)

Recomendadíssimo, principalmente para aqueles que pretendem ir a Veneza ou são simplesmente apaixonados pela cidade. Porém, o livro não está disponível em português… =/

Foto: Capa do livro (Reprodução)

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s