Basilicata

Já que o post abaixo foi um vídeo mostrando a região da Basilicata, nada mais justo que falar um pouco mais sobre ela.

Essa região tem como capital Potenza e é dividida nas províncias de Potenza e Matera. O símbolo dela é um escudo prateado com quatro faixas onduladas, que representam os quatro principais rios da região: Bradano, Basento, Agri e Sinni.

Essa região fica entre a Calabria e a Puglia, na parte meridional da Itália. O interessante aqui não é só vir de passagem, mas ficar para poder aproveitar ao máximo o que essa terra tem a oferecer, pois a experiência aqui é única.

Aqui, existem bosques e florestas que recobrem as montanhas das costas e pequenas cidades que ficam a mais de mil metros de altura, onde o ar é completamente puro e a beleza natural se une à grande herança histórica do local.

Ainda pouco explorado são os lagos de Monticchio, uma das áreas mais belas da Basilicata. Tanto o lago Grande quando o Pequeno são maravilhosos espelhos d’água que ocupam duas crateras, já inativas, do Monte Vulture.

A região é banhada pelos mares Ionio e Tirreno, na costa do Ionio, cidades como Metaponto e Policoro possuem uma areia bem fina e algumas possuem até mesmo eucaliptos em volta. Já do lado do Tirreno, o Golfo di Policastro apresenta uma costa alta com um mar cristalino.

As principais cidades são Potenza, Matera, Melfi, Pisticci e Policoro.

O que visitar

O turismo na região se divide em três categorias:

  • Histórico-cultural: por conta das cidades da Magna Grécia (Metaponto, Policoro, Nova Siri), as cidades da época romana (Venosa, Grumentum), as cidades medievais (Melfi, Miglionico, Tricarico) e os Sassi de Matera;
  • Os balneários, como os de Maratea, Pisticci e Rotondella; e
  • Excursões em montanhas, como no Parque Nacional de Pollino.

A cidade de Matera é patrimônio da UNESCO por conta de seus famosos sassi, somados às igrejas. Nos becos de Civita, a parte mais antiga da cidade, você entra em um mundo escavado nas rochas (sassi) pelos pastores para refugiar as próprias famílias e os animais.

Maratea tem 32 km de literal do mar Tirreno e é famosa por sua beleza natural, com um mar de águas cristalinas, límpido e com o sol presente a maior parte do ano. Além disso, através de barcos, é possível visitar as grutas no seu litoral. Nessa cidade é onde se encontra também a famosa estátua do Redentor no fundo do mar.

O que provar

A gastronomia é baseada nos produtos locais combinadas em pratos característicos e de tradições antigas. A massa, por exemplo, ainda é trabalha à mão, usando ferramentas antigas e o formato típico é dado por quem a prepara.

Aqui a pimenta leva outro nome: diavolicchio é bastante usada na culinária.

A panella e o pancotto são dois pratos típicos a base de pão, um feito com farinha e batata e o outro com caldo de carne e ovos.

Existem alguns pratos feitos com carne de cordeiro, como o cazmarr, o polpettone d’interiora e o cutturiddi. A cabeça também é consumida, cozida com orégano e pecorino. Outra carne famosa é a lucanina, uma salsicha feita com as carnes magras do porco.

Os vegetais aqui também ganham muito espaço, sendo misturados e normalmente temperados com pimenta. Tem o calzone di verdura, a ciammotta – uma fritura feita com batatas, pimentão e berinjela, temperada com tomate). O piatto d’erbe alla lucana é bem famoso também, feito com cebola, berinjela, pimentão, tomate, alho, manjericão e sala.

A Basilicata é uma região fascinante, cheia de mistérios e com uma culinária marcante. De fato, impossível só passar, a vontade é de ficar para sempre.

Foto: Os sassi de Matera à noite (Reprodução)

Anúncios

Um comentário sobre “Basilicata

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.